Subordinação e dependência na América Latina

apontamentos para pensar a “questão social”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1980-8518.2020.v20.30604

Palavras-chave:

América Latina; questão social; capitalismo dependente.

Resumo

A partir da perspectiva histórico-crítica, e incorporando elementos da teoria marxista da dependência, o artigo buscar elucidar elementos para pensar a “questão social” na América Latina. Para organização da exposição, num primeiro momento, retomamos alguns aspectos gerais sobre a expressão “questão social”, para, em seguida, discutirmos o processo de formação sócio-histórica da América Latina e tecermos alguns apontamentos sobre as particularidades da “questão social” latino-americana. Levando em consideração a bibliografia estudada, conclui-se que a “questão social” na América Latina se manifesta por meio de diferentes expressões que têm origem nas tendências gerais de acumulação capitalista, mas que também está assentada na lógica da subordinação e da dependência, apresentando como característica uma maior exploração da força de trabalho no processo produtivo que desencadeia junto aos trabalhadores um conjunto de misérias, privações e violências.

 

 

Biografia do Autor

Waldez Cavalcante Bezerra, Universidade Federal de Alagoas

Terapeuta Ocupacional. Mestre e doutorando em Serviço Social pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Alagoas (PPGSS-UFAL). Professor assistente da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL). Integra o Grupo de Pesquisa “Serviço Social, Trabalho, Profissão e Políticas Sociais” (UFAL) e o Grupo de Pesquisa “Terapia Ocupacional Social: fundamentos, recursos e populações” (UFPB). “Membro da Rede Metuia – Terapia Ocupacional Social”.

Larissa Martins de Almeida, Universidade Federal de Alagoas

Assistente Social. Doutoranda em Serviço Social pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Alagoas (PPGSS-UFAL). Mestra em Serviço Social pelo Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Universidade Estadual da Paraíba. Possui Graduação em Serviço Social pela mesma instituição. Integra o Grupo de Pesquisa sobre Reprodução Social (GPSRS/UFAL) e o Grupo de Estudo, Pesquisa e Assessoria em Políticas Sociais (GEAPS/UEPB). Professora substituta do curso de Serviço Social na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Campus Sousa-PB.

Referências

CEPAL. Comisión Económica para América Latina y el Caribe. Anuario Estadístico de América Latina y el Caribe, 2017. Disponível em: <https://www.cepal.org/pt-br> Acesso: 10 de setembro de 2019.

GALEANO, Eduardo. As veias abertas da América Latina. Porto Alegre: L&PM, 2013.

LISSARDY, G. Por que a América Latina é a 'região mais desigual do planeta. BBC News - Mundo em Nova York. Nova York 16 fevereiro 2020. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/brasil-51406474>. Acesso:10 de maio de 2020.

MARINI, R. M. Dialética da dependência. In.: TRASPADINI, R.; STEDILE, J. P. (orgs.). Ruy Mauro Marini. 2 ed. São Paulo: Expressão Popular, 2011, p. 131-172.

MARX, K. O capital: crítica da economia política (Livro 1). São Paulo: Boitempo, 2013.

MAZZEO, A. C. Burguesia e capitalismo no Brasil. São Paulo: Editora Ática, Série Princípios, 1988.

MOTA, A. E. Crise, desenvolvimentismo e tendências das políticas sociais no Brasil e na América Latina. Revista de Sociologia Configurações, v. 10, 2012. Disponível em: <https://journals.openedition.org/configuracoes/1324>. Acesso: 15 de outubro de 2019.

NETTO, J. P. Capitalismo monopolista e Serviço Social. 5 ed. São Paulo: Cortez, 2006

NETTO, J. P. A questão social na América Latina, In.: GARCIA, M. L. T.; RAIZER, E. C. (orgs.). A questão social e as políticas sociais no contexto latino-americano. Vitória-ES: EDUFES, 2013, p. 83-111.

NETTO, J. P. Nota sobre o marxismo na América Latina. In.: BRAZ, M. José Paulo Netto: ensaios de um marxista sem repouso. São Paulo: Cortez, 2017, p. 254-280.

PAIVA, B.; ROCHA, M.; CARRARO, D. Política social na América Latina: ensaio de interpretação a partir da Teoria Marxista da Dependência. Revista Ser Social, v. 12, n. 26, 2010, p. 147-175. Disponível em: <https://periodicos.unb.br/index.php/SER_Social/article/view/12702>. Acesso: 10 de setembro de 2019.

PIMENTEL, E. As bases ontológicas da “questão social”. Boletim do Tempo Presente, n 11, 2016. Disponível em: http://www.seer.ufs.br/index.php/tempopresente. Acesso: 10 de julho de 2019.

TELES, H. Desenvolvimento e proteção social na América Latina: a dialética das recomendações das agências multilaterais para a região. 2018. Tese (Doutorado em Serviço Social). Programa de Pós-Graduação em Serviço Social, PUC-RS. Porto Alegre. 2018. 217f. Disponível em: <http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/8074>. Acesso: 09 de março de 2020.

Publicado

2020-12-15

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Obs .: Este plugin requer que pelo menos um plugin de estatísticas / relatório esteja ativado. Se seus plugins de estatísticas fornecerem mais de uma métrica, selecione também uma métrica principal na página de configurações do site do administrador e / ou nas páginas de configurações do gerente da revista.