O APELO DAS ÁGUAS EM THE WAVES

  • Patricia Marouvo Fagundes

Resumo

Este artigo tem por objetivo interpretar o complexo metafórico da água presente no romance The Waves, de Virginia Woolf. Uma vez mapeadas, as imagens e cenas que integram esse complexo metafórico servem de fio condutor para pensar o fluxo e os ciclos da água na narrativa, tanto para amparar o tratamento das personagens como para refletir sobre o tempo de suas vidas. O livro A água e os sonhos, de Gaston Bachelard, é tomado como ponto de partida, mas também são feitas aproximações com a poesia de Percy Bysshe Shelley.

Palavras-chave: Virginia Woolf. The Waves. Água.

Biografia do Autor

Patricia Marouvo Fagundes

Professora adjunta no curso de Letras: Língua Inglesa e Respectivas Literaturas da Universidade Federal do Acre (UFAC). Possui doutorado em Letras na área de Literatura Comparada, mestrado em Letras na área de Poética, e graduação em Letras: Português/Inglês pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É autora do livro Uma poética hídrica em The Waves, de Virginia Woolf (Appris, no prelo). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literaturas de Língua Inglesa.

Publicado
2020-12-22
Seção
Literaturas de Língua Inglesa