VANESSA BELL E VIRGINIA WOOLF: DIÁLOGOS ARTÍSTICOS

  • Maria Aparecida de Oliveira

Resumo

O presente artigo volta-se para a concepção de arte de Vanessa Bell em seu diálogo com Virginia Woolf e outros artistas do Bloomsbury Group. Para tanto, o artigo está baseado nas discussões de Frances Spalding (1983), Maggie Humm (2003, 2010), Diane F. Gillespie (1988, 2010). Serão investigadas as comparações, colaborações e intercâmbios entre Vanessa Bell e Virginia Woolf. Enquanto Vanessa Bell pintou vários quadros sobre Woolf, a escritora inglesa retratou Bell em diversos dos seus romances.

Palavras-chave: Vanessa Bell. Virginia Woolf. Concepção de arte.

Biografia do Autor

Maria Aparecida de Oliveira

Professora adjunta de Língua e Literatura Inglesa no Departamento de Letras Modernas da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Em 2016-2017, realizou seu pós-doutorado na Universidade de Toronto, Canadá. Sua tese A representação feminina na obra de Virginia Woolf foi publicada pela Paco Editorial em 2017, em inglês pela Lambert Academic Publishing no mesmo ano e será publicada em espanhol pela Cuarto Propio em 2020. Sua última publicação foi a organização da coletânea de artigos Conversas com Virginia Woolf, que editou com Nícea Nogueira e Davi Pinho.

Publicado
2020-12-22
Seção
Literaturas de Língua Inglesa