(RE) SIGNIFICACIÓN DE LA MUJER EN LA CONTEMPORANEIDAD: REPRESENTACIONES FEMENINAS EN MARINA COLASANTI Y MARÍA TERESA ANDRUETTO

  • Mailén Abril Salminis Universidade Estadual de Santa Cruz
  • Maria D’Ajuda Alomba Ribeiro Universidade Estadual de Santa Cruz

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar as dinâmicas de (res) significação da mulher na contemporaneidade, a partir das narrativas de escrita feminina que tematizam representações da mulher dominada pelo sistema masculino opressor, bem como sua insubordinação a esta condição. Para tanto, sob a perspectiva teórico-metodológica da Análise crítica do discurso, serão analisados comparativamente dois contos sob autoria da brasileira Marina Colasanti (1986) e da argentina María Teresa Andruetto (1993).

Biografia do Autor

Mailén Abril Salminis, Universidade Estadual de Santa Cruz

Licenciada em Letras Modernas pela Universidad Nacional de Córdoba (UNC), Argentina. Mestranda em Letras: Linguagens e Representações pela Universidade Estadual de Santa Cruz. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior- CAPES - UESC/Ilhéus/Bahia/Brasil.

Maria D’Ajuda Alomba Ribeiro, Universidade Estadual de Santa Cruz

Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade de Alcalá. Professora Emérita pela Universidade Estadual de Santa Cruz-UESC, PVNS CAPES/Universidade Federal de Roraima, Boa Vista. Professora do Mestrado Unificado em Linguagens e Representações – UESC/Ilhéus/Bahia/Brasil.

Publicado
2019-11-07