ESCRITAS DE AUTORIA FEMININA: CONTOS ASSINALADOS PELO NÃO-DITO

  • Maria Andréia de Paula Silva Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora
  • Emânia Aparecida Rodrigues Gonçalves Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Luciana Genevan Da Silva Dias Ferreira Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Resumo

Contos escritos por Nélida Piñon, Orlanda Amarílis e Lídia Jorge, escritoras lusófonas, oportunizam uma abordagem crítica sobre discursos e espaços femininos enunciados e encenados na literatura de língua portuguesa do final do século XX. O embasamento teórico do trabalho pauta-se, principalmente, em Simone de Beauvoir (1970), sobre o feminino, em Gayatri Spivak (2010), sobre a representação da subalternidade, em Pierre Bourdieu (2002) sobre a violência.

Biografia do Autor

Maria Andréia de Paula Silva, Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora

Doutora em Letras, pela Universidade Federal de Juiz de Fora, professora do Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora (CES/JF).

Emânia Aparecida Rodrigues Gonçalves, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutoranda em Letras, Estudos Literários, pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Juiz de Fora. Mestre em Letras pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora. Graduada em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Luciana Genevan Da Silva Dias Ferreira, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Doutoranda em Letras, Literaturas de Língua Portuguesa, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Bolsista FAPEMIG. Mestre em Letras pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora. Graduada em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Publicado
2019-11-07