Fronteiras da cidade: limites do humano

  • Cláudia Luna Silva
Palavras-chave: fronteira, alteridade, cidade, intolerância

Resumo

A questão das fronteiras (tanto reais como simbólicas) é fundamental para compreender o imaginário e a história latino-americanas. Ao se constituírem das nações independentes, no século XIX, a cidade letrada se reorganiza e preenche o vazio de discurso produzindo um imaginário nacional unificador e homogeneizante. O intelectual propõe representações da alteridade, delimita papéis sociais e processos de inclusão ou exclusão da “cidade ideal”.

Biografia do Autor

Cláudia Luna Silva
Professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro
Publicado
2008-07-12
Seção
Artigos