Síndrome da morte súbita do lactente: evidências científicas que baseiam as recomendações atuais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-8047.2023.v49.41822

Palavras-chave:

Morte Súbita do Lactente, Cuidado da Criança, Sono, Revisão

Resumo

Introdução: A síndrome da morte súbita do lactente (SMSL) pode ser definida como a morte inesperada de uma criança menor de um ano durante o sono, de causa inexplicada mesmo após necrópsia. É uma condição com fatores de risco conhecidos e, em sua maioria, modificáveis. Objetivo: Destacar as evidências científicas nas quais se baseiam as recomendações da Academia Americana de Pediatria e da Sociedade Brasileira de Pediatria para prevenção da SMSL. Métodos: Revisão da literatura a partir da revisão das recomendações das sociedades para prevenção de SMSL, em busca de evidências que corroborem cada recomendação. Resultados: As recomendações para prevenção da SMSL incluem dormir em posição supina; utilizar uma superfície firme, plana e não inclinada para dormir; aleitamento materno pelo maior tempo possível; dormir no quarto dos pais nos seis primeiros meses de vida; manter o berço livre de objetos macios; oferecer a chupeta durante o sono; evitar a exposição ao tabagismo; não utilizar monitores cardiorrespiratórios. Para todas essas recomendações, foram apresentadas evidências científicas provenientes, de forma majoritária, de estudos de caso-controle. Conclusão: As recomendações para prevenção da SMSL são baseadas em evidências científicas suficientes, e é preciso que os profissionais da saúde que atendem a crianças pequenas e suas famílias estejam sempre atualizados e atentos a elas, promovendo de forma ativa a segurança do sono.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Krous HF, Beckwith JB, Byard RW, Rognum TO, Bajanowski T, Corey T et al. Sudden infant death syndrome and unclassified sudden infant deaths: a definitional and diagnostic approach. Pediatrics. 2004; 114(1):234-8.

Psaila K, Foster JP, Pulbrook N, Je ery HE. Infant pacifiers for reduction in risk of sudden infant death syndrome. Cochrane database of systematic reviews. 2017; 4:CD011147.

Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento Científico de Medicina do Sono. Síndrome da morte súbita do lactente. 2018; 4:1-10.

Woida FM, Saggioro FP, Ferro MA, Peres LC. Sudden infant death syndrome in Brazil: fact or fancy? Sao Paulo Med J. 2008; 126(1):48-51.

Nunes ML, Pinho APS, Aerts D, Sant’Anna A, Martins MP, Costa JC. Síndrome da morte súbita do lactente: aspectos clínicos de uma doença subdiagnosticada. J Pediatr. 2001; 77(1):29-34.

Moon RY, Carlin RF, Hand I, AAP Task Force on Sudden Infant Death Syndrome, AAP Committee on Fetus and Newborn. Sleep-related infantdeaths: updated 2022 recommendations for reducing infant deaths in the sleep environment. Pediatrics. 2022; 150(1):e2022057990.

Hauck FR, Herman SM, Donovan M, Iyasu S, Moore CM, Donoghue E et al. Sleep environment and the risk of sudden infant death syndrome in an urban population: the Chicago infant mortality study. Pediatrics. 2003; 111(5 Pt 2):1207-14.

Li DK, Petitti DB, Willinger M, McMahon R, Odouli R, Vu H et al. Infant sleeping position and the risk of sudden infant death syndrome in California, 1997–2000. Am J Epidemiol. 2003; 157(5):446-455.

Mannen EM, Carroll J, Bumpass DB, Rabenhorst B, Whitaker B, Wang J. Biomechanical analysis of inclined sleep products. Little Rock, AR: University of Arkansas; 2019.

Kemp JS, Nelson VE, Thach BT. Physical properties of bedding that may increase risk of sudden infant death syndrome in prone-sleeping infants. Pediatr Res. 1994; 36(1 Pt 1):7-11.

Cote A, Bairam A, Deschenes M, Hatzakis G. Sudden infant deaths in sitting devices. Arch Dis Child. 2008; 93(5):384-9.

Cerar LK, Scirica CV, Gantar IS, Osredkar D, Neubauer D, Kinane TB. A comparison of respiratory patterns in healthy term infants placed in car safety seats and beds. Pediatrics. 2009; 124(3):e396-e402.

Vennemann MM, Bajanowski T, Brinkmann B, Jorch G, Yucesan K, Sauerland C et al. Does breastfeeding reduce the risk of sudden infant death syndrome? Pediatrics. 2009; 123(3):e406-e410.

Hauck FR, Thompson JM, Tanabe KO, Moon RY, Vennemann MM. Breastfeeding and reduced risk of sudden infant death syndrome: a meta-analysis. Pediatrics. 2011; 128(1):103-10.

Carpenter RG, Irgens LM, Blair PS, England PD, Fleming P, Huber J et al. Sudden unexplained infant death in 20 regions in Europe: case control study. Lancet. 2004; 363(9404):185-91.

Tappin D, Ecob R, Brooke H. Bed sharing, room sharing, and sudden infant death syndrome in Scotland: a casecontrol study. J Pediatr. 2005; 147(1):32-7.

Ponsonby A-L, Dwyer T, Couper D, Cochrane J. Association between use of a quilt and sudden infant death syndrome: case-control study. BMJ. 1998; 316(7126):195-6.

Li DK, Willinger M, Petitti DB, Odouli R, Liu L, Hoffman HJ. Use of a dummy (pacifier) during sleep and risk of sudden infant death syndrome (SIDS): population-based case-control study. BMJ. 2006; 332(7532):18-22.

Sociedade Brasileira de Pediatria. Departamento Científico de Aleitamento Materno. Uso de chupeta em crianças amamentadas: prós e contras. 2017; 3:1-16.

Blair PS, Sidebotham P, Evason-Coombe C, Edmonds M, Heckstall-Smith EM, Fleming P. Hazardous cosleeping environments and risk factors amenable to change: case-control study of SIDS in south west England. BMJ. 2009; 339:b3666.

Downloads

Publicado

2024-01-09

Como Citar

1.
Grunewald STF. Síndrome da morte súbita do lactente: evidências científicas que baseiam as recomendações atuais. HU Rev [Internet]. 9º de janeiro de 2024 [citado 25º de julho de 2024];49:1-6. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/41822

Edição

Seção

Artigos de Revisão da Literatura

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)