Artroplastias de quadril no Sistema Único de Saúde: análise dos dados brasileiros de 2008 a 2015

  • Bruno Gonçalves Schroder e Souza Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Felipe Jader Coelho Pereira Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Caio Gomes Tabet Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Luiz Fernando Ribeiro Monte Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Valdeci Manoel de Oliveira Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
  • Alfredo Chaoubah Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva
Palavras-chave: Sistema Único de Saúde, Artroplastia de Quadril, Análise espacial, Estudo de Séries Temporais

Resumo

Objetivo: Analisar a incidência, distribuição espacial e os fatores que influenciam a realização de artroplastias de quadril no SUS, especialmente artroplastias totais (ATQs). Material e Método: Estudo ecológico analítico nível III, analisou uma série temporal e a distribuição espacial dos casos de artroplastias de quadril realizadas no SUS entre 2008 e 2015, através de dados obtidos da plataforma DATASUS. Resultados: Foram realizadas 166.365 artroplastias de quadril, sendo 94.737 (56,9%) ATQs primárias. O custo total foi R$636.332.731,90. Houve aumento no número de cirurgias realizadas, em especial após 2012. A média anual de ATQ primárias foi 11.842,1 cirurgias/ano (dp=868,3 cirurgias/ano), a um custo médio de R$45.473.445,65/ano (dp=R$8.269.970,1/ano). Em 2012 as não-cimentadas e híbridas se tornaram as mais comuns. A distribuição das frequencias nos estados brasileiros é heterogênea e os fatores associados foram proporção de indivíduos com mais de 50 anos de idade (p=0,000175) e proporção de municípios com IDH alto ou muito alto (p=0,037). Conclusão: A incidência de ATQs no SUS aumentou no período de 2008 a 2015. Sua distribuição foi maior nos Estados com maior proporção de indivíduos >50 anos e com maior proporção de municípios com IDH alto ou muito alto. A incidência de ATQs primárias cimentadas foi superada pelas não cimentadas e híbridas em 2012.

Referências

Sundén-Lundius A, Johnsson B, Lohmander S, Ekdahl C. Prevalence of self-reported hip disorders, relations to age, gender, pain, stiffness, weakness and other joint disorders. Adv Physiother. 2005; 7:108-13.

Barbour KE, Lui L-Y, Nevitt MC et al. Hip osteoarthritis and the risk of all-cause and disease-specific mortality in older women: population-based cohort study. Arthritis Rheum. 2015; 67(7):1798-805. Doi:10.1002/art.39113.

Frankel S, Eachus J, Pearson N, Greenwood R, Chan P, Peters TJ et al. Population requirement for primary hip-replacement surgery: a cross-sectional study. Lancet. 1999; 353:1304-9.

Learmonth ID, Young C, Rorabeck C. The operation of the century: total hip replacement. Lancet. 2007; 370(9597):1508-19.

Ethgen O, Bruière O, Richy F, Dardennes C, Reginster JY. Health related quality of life in total hip and total knee arthroplasty. A qualitative and systematic review of the literature. J Bone Joint Surg Am. 2004; 86-A(5):963-74.

Birrell F, Lunt M, Macfarlane G, Silman A. Association between pain in the hip region and radiographic changes of osteoarthritis: results from a population-based study. Rheumatology. 2005; 44:337-41.

Schramm JMA, Oliveira AF, Leite IC, Valente JG, Gadelha AMJ, Portela MC et al. Transição epidemiológica e o estudo de carga de doença no Brasil. Ciênc saúde coletiva. 2004; 9(4):897-908.

Reijman M, Pols HA, Bergink AP, Hazes JM, Belo JN, Lievense AM, Bierma-Zeinstra SM. Body mass index associated with onset and progression of osteoarthritis of the knee but not of the hip: the Rotterdam Study. Ann Rheum Dis. 2007; 66:158-62

Bitton, R. The economic burden of osteoarthritis. Am J Manag Care. 2009; 15(8Suppl):S230-5.

Ferreira MC, Oliveira JCP, Zidan FF, Franciozi CES, Luzo MVM, Abdalla RJ. Artroplastia total de joelho e quadril: a preocupante realidade assistencial do Sistema Único de Saúde brasileiro. Rev Bras Ortop. 2017. http://dx.doi.org/10.1016/j.rbo.2016.11.002.

Ministério Da Saúde (BR). DATASUS. [citado em 2016 Jun 28] Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sih/cnv/qiuf.def

Daigle ME, Weinstein AM, Katz JN, Losina E. The cost-effectiveness of total joint arthroplasty: a systematic review of published literature. Best pract res cl rh. 2012; 26(5):10. doi:10.1016/j.berh.2012.07.013.

Lavernia CJ, Iacobelli DA, Brooks L, Villa JM. The cost-utility of total hip arthroplasty: earlier intervention, improved economics. J Arthroplasty. 2015; 30(6):945-9. doi: 10.1016/j.arth.2014.12.028.

Inacio MCS, Graves SE, Pratt NL, Roughead EE, Nemes S. Increase in total joint arthroplasty projected from 2014 to 2046 in Australia: a conservative local model with international implications. Clin Orthop Relat Res. 2017; 475(8):2130-2137. doi: 10.1007/s11999-017-5377-7.

Pabinger C, Geissler A. Utilization rates of hip arthroplasty in OECD countries. Osteoarthr Cartilage. 2014; 22:734-41.

Ackerman IN, Bohensky MA, Steiger R, Brand CA, Eskelinen A, Fenstad AM et al. Lifetime risk of primary total hip replacement surgery for osteoarthritis from 2003-2013: a multi-national analysis using national registry data. Arthritis Care Res. 2017.

Ministério da Saúde (BR). Portaria n. 880, de 16 de maio de 2013: define a estratégia de aumento do acesso aos procedimentos traumato-ortopédicos de média complexidade no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). [citado em 2019 Out 03] Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0880_16_05_2013.html.

National Joint Registry (UK). National Joint Registry for England, Wales, Northern Ireland and the Isle of Man Annual Report 2016. [citado em 2019 Out 03] Disponível em: http://www.njrcentre.org.uk.

Troelsen A, Malchau E, Sillesen N, Malchau H. A review of current fixation use and registry outcomes in total hip arthroplasty: the uncemented paradox. Clin Orthop Relat Res. 2013; 471(7):2052-9.

Mathias TAF, Soboll MLMS. Confiabilidade de diagnósticos nos formulários de autorização de internação hospitalar. Rev. Saúde Pública. 1998; 32(6):526-32.

Publicado
2019-11-07
Como Citar
Gonçalves Schroder e Souza, B., Coelho Pereira, F. J., Gomes Tabet, C., Ribeiro Monte, L. F., de Oliveira, V. M., & Chaoubah, A. (2019). Artroplastias de quadril no Sistema Único de Saúde: análise dos dados brasileiros de 2008 a 2015. HU Revista, 45(2), 185-194. https://doi.org/10.34019/1982-8047.2019.v45.26274
Seção
Artigos Originais