Uso e compreensão da Medicina Alternativa e Complementar pela população de Juiz de Fora

Autores

  • José Antônio Chehuen Neto UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA
  • Mauro Toledo Sirimarco UFJF
  • Tarssius Capelo Candido UFJF
  • José Augusto Duarte UFJF
  • Daniel Almeida Valle UFJF
  • Joana Sobrinho Martins UFJF

Palavras-chave:

Terapias Complementares. Sistema Único de Saúde. Relações Médico-Paciente, Avaliação em Saúde,

Resumo

Introdução: Medicina Alternativa e Complementar (MAC) é o conjunto de diversos sistemas, práticas e produtos médicos e de atenção à saúde que não se consideram atualmente parte da medicina convencional. A Organização Mundial de Saúde estimula o uso dessas práticas nos sistemas de saúde, de forma integrada à medicina alopática, preconizando o desenvolvimento de políticas que obedeçam a requisitos de segurança, eficácia, qualidade, uso racional e acesso. Objetivo: Obter um perfil de usuários da MAC da população de Juiz de Fora, o conhecimento, práticas adotadas em seus tratamentos de doença e suas crenças. Método: amostra contemplando 495 participantes (0,1% da população). Utilizamos entrevista estruturada com dezoito perguntas. Resultados: quanto à forma de conhecimento: 52,5% obtiveram informações de familiares, 59,8% de amigos, 74,3% pela televisão e 49,5% de revistas e jornais. Apenas 41,4% foram informados por um profissional de saúde. 64,20% afirmam que o médico nunca questiona a respeito desse assunto. Terapias de maior interesse de uso: massagem (35%) e terapias corporais (37,9%). Antroposofia foi a menos escolhida: somente 10,9% possuíam algum interesse em seu uso.  0,4% declararam que não gostariam de utilizar nenhuma terapia. A maior taxa de rejeição foi para acupuntura (17,3%), seguida de práticas religiosas (13,3%). Conclusão: é necessário abordar esse tema durante a formação médica, visto a grande utilização. Ao acompanhar a tendência desse usuário, o médico poderá melhor intervir e orientar, visando minimizar complicações na saúde do seu paciente. É interessante investigar o conhecimento e compreensão dos médicos em relação à adoção de tratamentos da MAC.

Biografia do Autor

José Antônio Chehuen Neto, UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

Faculdade de Medicina, Departamento de Cirurgia.

Mauro Toledo Sirimarco, UFJF

PROFESSOR DA DISCIPLINA

Tarssius Capelo Candido, UFJF

ACADÊMICO DE MEDICINA DA INSTITUIÇÃO

José Augusto Duarte, UFJF

ACADEMICO DE MEDICINA DA INSTIUIÇÃO

Daniel Almeida Valle, UFJF

ACADEMICO DE MEDICINA DA INSTIUIÇÃO

Joana Sobrinho Martins, UFJF

ACADEMICO DE MEDICINA DA INSTIUIÇÃO

Downloads

Publicado

2011-03-25

Como Citar

1.
Chehuen Neto JA, Sirimarco MT, Candido TC, Duarte JA, Valle DA, Martins JS. Uso e compreensão da Medicina Alternativa e Complementar pela população de Juiz de Fora. hu rev [Internet]. 25º de março de 2011 [citado 23º de junho de 2021];36(4). Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/1029

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>