O SETOR EMPRESARIAL DO FITNESS BRASILEIRO EM MEIO À PANDEMIA DA COVID-19

Autores

Resumo

O estudo buscou compreender a forma como o setor empresarial do fitness brasileiro, representado pela ACAD e sistema CONFEF/CREFs agiram em meio à pandemia da COVID-19. Para tanto, foram realizadas leitura e análise crítica das revistas da ACAD, cuja temática era a pandemia da COVID-19, bem como os materiais publicados no sítio eletrônico do sistema CONFEF/CREFs que tratavam desse assunto. Os organismos representantes da burguesia do fitness agiram incessantemente na pandemia da COVID-19, articulando-se junto aos poderes executivos e legislativos em todos os níveis para reabrirem esses espaços, logrando êxito em suas ações para a manutenção de seus lucros. Destaca-se o protagonismo do sistema CONFEF/CREFs no asseguramento da abertura das academias de ginástica no âmbito dos estados, municípios e Distrito Federal, com base na falácia da atividade física como propagadora da saúde mesmo em meio à pandemia, por meio de uma visão eugênica e higienista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Álvaro de Azeredo Quelhas, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Campus Marília, com a tese intitulada "Trabalhadores de educação física no segmento fitness: um estudo da precarização do trabalho no Rio de Janeiro"; Mestrado em Educação Física na área de "Pedagogia da Educação Física e do Esporte" pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; Especialização nas áreas de "Futebol" e "Educação Psicomotora na Educação Física do 1º grau" pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; Licenciado em Educação Física e Pedagogia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Bruno Martins Raposo, Prefeitura Municipal de Juiz de Fora

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2003) e mestrado em Educação pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2008). Leciona na rede estadual do Rio de Janeiro desde 2008 e na rede municipal de Juiz de Fora (MG) desde 2011

Graziany Penna Dias, Instituto Federal de Educação/Sudeste Mineiro

Doutor em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense (2006). Pós-graduado em Metodologia da Educação Física Escolar, pela Faculdade de Educação Física, (UFJF) e licenciado em Educação Física pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2000). Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas - IF Sudeste MG - Campus Juiz de Fora.

Hajime Takeuchi Nozaki, Universidade Federal de Juiz de Fora

Possui Licenciatura Em Educação Física pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1993), mestrado em Educação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1997) e doutorado em Educação pela Universidade Federal Fluminense (2004), no campo Trabalho e Educação. Atualmente é professor titular da Faculdade de Educação na Universidade Federal de Juiz de Fora. Leciona na graduação e pós-graduação na UFJF. Dedica-se aos estudos na área de Trabalho e Educação e marxismo, atuando principalmente nos seguintes temas: mundo do trabalho e educação física, formação humana e crise do capital em Marx.

Mônica Jardim Lopes, Prefeitura Municipal de Juiz de Fora

Professora de Educação Física da Prefeitura Municipal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, BR.

Tatiane Carneiro Coimbra, Prefeitura Municipal de Juiz de Fora

Graduada em Educação Física e Desportos pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2005). Mestre em educação pela Universidade Federal Fluminense (2009 ), no campo de confluência trabalho educação, atuando principalmente nos seguintes temas: trabalho e educação física, educação física escolar, precarização do trabalho.

Thiago Barreto Maciel, Universidade Federal de Juiz de Fora

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2007). Especialização em "Aspectos metodológicos e conceituais da pesquisa Científica" pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2008). Mestrado em "Políticas Públicas e Formação Humana" pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2013). Atualmente é professor do Colégio de Aplicação João XXIII da Universidade Federal de Juiz de Fora/MG.

Thunay Venzi Botrel, Prefeitura Municipal de Ouro Preto

Licenciado e Bacharel em Educação Física pela Faculdade de Educação Física e Desportos (FAEFID) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), no ano de 2011. Especialista em Metodologia do Ensino da Educação Física Escolar pelo Instituto de Educação e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais - Câmpus Juiz de Fora (IFSudesteMG), em 2017. Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da UFJF (FACED/UFJF), no ano de 2019. Membro do Grupo de Pesquisa sobre Estudos do Trabalho, Educação Física e Materialismo Histórico - GETHEMI. (FACED/UFJF). Atualmente é professor de Educação Física da Rede Municipal de Ouro Preto/MG. Atua nos estudos sobre curriculo, formação docente e políticas públicas educacionais. A prática docente é firmada pela Pedagogia Histórico-Crítica a qual almeja uma educação crítica e emancipatória.

Downloads

Publicado

2022-01-07