O(S) CORPO(S) NA ESCOLA

DA EDUCAÇÃO TECNICISTA A UMA PRÁTICA EDUCATIVA EMANCIPADORA

Autores

Resumo

Este artigo é produto de um ciclo de conversas entre os integrantes do Grupo de Estudo e Pesquisa Gênero, Sexualidades e Diferenças nos vários espaços tempos da História e dos Cotidianos - GESDI (FFP/UERJ/SG). Buscamos apresentar um olhar sobre os corpos nas escolas a partir da história da educação tecnicista presente nos anos 1960 e 1970 no Brasil, discutindo sua permanência e possíveis rupturas. Apresentamos o Corfebol como uma prática esportiva escolar emancipatória, que rompe com a lógica sexista que vigora nos espaços escolares e um tácito contrato não formal entre os estudantes divididos em grupos de meninos e meninas que reproduz e reflete relações de poder presentes na sociedade. Questionamos, por que as quadras esportivas escolares são ocupadas predominantemente por estudantes do sexo/gênero masculino? De que modo, a Educação Física escolar contribui para a reprodução do sistema sexo/gênero e as hierarquizações sociais e violências que dele decorrem? E quais são as possibilidades de mudarmos esse olhar binário e heteronormativo para o ambiente escolar e sua quadra esportiva? Para responder essas questões trazemos para o debate nossas leituras de Michel Foucault e Judith Butler, dialogamos com a historiografia da educação tecnicista e analisamos algumas imagens presentes no acervo escolar da Escola Municipal Orsina da Fonseca.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Teresa Vitoria Alves, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Professora da Rede Municipal de Educação da prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Doutoranda da FFP/UERJ São Gonçalo. Integrante do Grupo de Pesquisa GESDI.

Renata Rodrigues Brandão, Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Doutora em Historia Comparada-UFRJ, pesquisadora do LabQueer. Professora da Faculdade São Judas Tadeu e da Rede Pública de Ensino da Cidade do Rio de Janeiro . 

Juan Leal Garcia, Prefeitura de Macaé

Graduado em Educação Física pela Universidade Gama Filho (2002). Professor de educação física da Prefeitura Municipal de Macaé. Mestrando em Educação - UERJ/FFP, turma 2020.1.

Downloads

Publicado

2021-11-11