Avaliação da aprendizagem na educação infantil

estudo de caso em um município brasileiro

  • Bruna Ribeiro Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Avaliação da aprendizagem, Educação infantil, Avaliação de crianças

Resumo

O presente artigo visa a socializar parte dos resultados advindos de um estudo de caso de caráter exploratório que teve por objetivo investigar as variáveis intervenientes no processo de avaliação da aprendizagem das crianças em um município brasileiro, com vistas a produzir insumos que contribuam para fomentar o debate na área da educação infantil. Os dados provenientes do estudo evidenciam nuances e apontam interfaces importantes a serem levadas em consideração, como currículo-avaliação e avaliação educação infantil-ensino fundamental, bem como problematiza políticas de responsabilização dos profissionais, apontando como perspectivas as políticas de participação. O estudo conclui evidenciando alguns desafios a serem superados e propõe caminhos a serem explorados com vistas à construção e consolidação de uma avaliação da aprendizagem na educação infantil alinhada às finalidades dessa etapa.

Referências

AMADO, J. Manual de investigação qualitativa em educação. Coimbra: Universidade de Coimbra, 2013.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996.

______. Conselho Nacional de Educação. Parecer CNE/CEB nº 4/2008. Orientação sobre os três anos iniciais do Ensino Fundamental de nove anos. 2008.

______. Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para educação infantil. Brasília: MEC, 2010.

______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Básica. Diretoria de Currículo e Educação Integral. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013.

CEAP (Coordenadoria de Ensino e Aprendizagem). Caderneta Pedagógica, 2015. Prefeitura Municipal: Secretaria de Educação/SEDUC, 2015.

FREITAS, L. C. Responsabilização, meritocracia e privatização: conseguiremos escapar ao neotecnicismo? In: Seminário de Educação Brasileira, 2011, Campinas. Anais. Campinas: UNICAMP/CEDES, 2011. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br/seminario3/luiz_freitas.pdf Acesso em: 15 jun. 2017.

IBGE/Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br/ Acesso em; 14 de agos. 2019.

MACHADO, C.; ALAVARSE, O. M. Responsabilização ou controle da qualidade do ensino: a que serve a avaliação externa? Educação: Teoria e Prática. Rio Claro, vol. 25, n.48, p. 67-79, jan./abr., 2015.

MELLO, S. A. Uma proposta para pensar um currículo integrador da infância paulistana. São Paulo: SME/DOT, 2015. (Mimeo).

MORGAN, D. L. The focus group guidebook. Thousand Oaks, CA: Sage publications, 1998.

____________. Focus groups. Thousand OAKS, CA: Sage publications, 2004.

RIBEIRO, B. Avaliação da aprendizagem das crianças: insumos para o debate. Relatório Técnico. São Paulo: MEC, 2016.

_________. Avaliação da Aprendizagem na Educação Infantil: um estudo exploratório em 125 municípios brasileiros. Revista Linhas, Florianópolis, v. 19, n. 40, p. 218-245, maio/ago., 2018.

SÃO PAULO (SP). Secretaria Municipal de Educação. Diretoria de Orientação Técnica. Currículo integrador da infância paulistana. São Paulo: SME/DOT, 2015.

SILVA, M. B. G.; FLORES, M. L. R. Articulações e tensões entre a educação infantil e o ensino fundamental: análises a partir do contexto recente das políticas educacionais brasileiras. In: FLORES, M. L.; ALBUQUERQUE, S. S. Implementação do pró-infância no Rio Grande do Sul: perspectivas políticas e pedagógicas. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2015.

SOUSA, S. Z. Avaliação da Educação Infantil: questões controversas e suas implicações educacionais e sociais Rev. educ. PUC-Camp., Campinas, v.23, n.1, p. 65-78, jan./abr., 2018.

SOUSA, S. Z.; PIMENTA, C. O. Avaliação e Gestão da Educação Infantil em Municípios Brasileiros. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 43, n. 4, p. 1277-1300, out./dez., 2018.

SOUSA, S. Z. L.; PIMENTA, C.; MACHADO, C. Avaliação e Gestão Municipal da Educação. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 23, n. 53, p. 14-36, set./dez., 2012.

VYGOTSKY, L. S. A pré-história do desenvolvimento da linguagem escrita. In: Obras escogidas. Madrid: Visor, 1995.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Trad. Daniel Grassi. 2.ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Publicado
2020-06-30
Como Citar
Ribeiro, B. (2020). Avaliação da aprendizagem na educação infantil: estudo de caso em um município brasileiro. Revista Pesquisa E Debate Em Educação, 10(1), 917 - 939. Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/32010