Ajuda à educação e ao desenvolvimento sustentável

quanto, para quem e para quê? O que tem a educação comparativa a dizer?

  • Keith Lewin Academia de Ciências Sociais do Reino Unido
  • Nigel Brooke Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, Ajuda Internacional à Educação, Parceria Global para a Educação, Financiamento, Gênero

Resumo

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável compelem todos os países a tornar realidade os direitos à educação de todas as crianças. A maioria das pessoas fora da escola, e dentro da escola, mas sem aprender, estão em Países de Baixa Renda. Os países pobres alocam 3%-4% do PIB à educação. 6% é necessário para financiar a escola primária e secundária universal. A assistência financeira pode ajudar. No entanto, a ajuda à educação nos países pobres está estagnada desde 2010 em USD 12 bilhões por ano. A ajuda pode acelerar o desenvolvimento auto-sustentável através do investimento em capital humano e na promoção de bens públicos. Ao longo das últimas três décadas, o investimento nacional tem ajudado alguns países a transformar seus sistemas educacionais. Em outros países, o progresso tem sido decepcionante. O desafio para os doadores antigos e novos para a educação é como deve ser prestada a ajuda futura para promover o desenvolvimento sustentável e como pode ajudar a educação comparativa?

Publicado
2019-12-31
Como Citar
Lewin, K., & Brooke, N. (2019). Ajuda à educação e ao desenvolvimento sustentável: quanto, para quem e para quê? O que tem a educação comparativa a dizer?. Revista Pesquisa E Debate Em Educação, 9(2), 741-762. Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/30831