Tradução como procedimento intertextual: a recriação de Leminski do Satyricon, de Petrônio

Autores

  • Lívia Mendes Pereira Doutoranda/ Instituto de Estudos da Linguagem - UNICAMP

Palavras-chave:

Satyricon, Paulo Leminski, tradução criativa, intertextualidade

Resumo

O presente trabalho destaca algumas características da tradução do Satyricon, de Petrônio, realizada pelo poeta Paulo Leminski. Nossa análise se dará por meio da interlocução entre a teoria intertextual e as próprias concepções instauradas pelo poeta sobre tradução. Destacaremos as similaridades entre as teorias mencionadas, as quais refletem o fazer tradutório, neste caso, o texto latino de partida e sua reinvenção em língua portuguesa, por meio da tradução no texto de chegada, destacando trechos que revelam a apropriação do texto latino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABATE, F. The Oxford Dictionary and Thesaurus. New York: Oxford University Press, 1996.

AULETE, C. Aulete digital – Dicionário contemporâneo da língua portuguesa. Dicionário Caldas Aulete, Lexikon, 2007. Acessado em 10 de julho de 2016. Disponível em: http://www.auletedigital.com.br.

BAILLY. A. Dictionnaire Grec-Français. Paris: Hachette, 2000.

BARCHIESI, A.; CONTE, G. B. Imitazione e Arte Allusiva. Modi e Funzionedell’Itertestualità. In: CAVALLO, G. et alii (direttori). Lo Spazio Letterariodi Roma Antica. Roma: Salerno, 1989.

CAMPOS, A. Verso, reverso, controverso. São Paulo: Perspectiva, 1978.

CAMPOS, H. A arte no horizonte do provável. São Paulo: Perspectiva, 1977.

_____. “Uma Leminskíada Barrocodélica”. Metalinguagem e outras metas. São Paulo: Perspectiva, 2010, p. 213-220.

CARMIGNANI, M. El Satyricon de Petronio: tradición literária e intertextualidade. Córdoba: Universidad Nacional de Córdoba, 2011.

CONTE, G. B. Memoria dei poeti e sistema litterario: Cattulo, Virgilio, Ovidio, Lucano. Palermo: Sellerio, 2012.

FOWLER, D. On the shoulders of giants: intertextuality and classical studies, in: Roman constructions. Readings in postmodern Latin. Oxford: Oxford University, 2000.

GLARE, p. G. W. Oxford Latin Dictionary. London: Oxford University Press, 1968.

LEMINSKI, p. Distraídos venceremos. São Paulo: Brasiliense, 1993

_____. Ensaios e Anseios Crípticos. Campinas: Editora Unicamp, 2011

_____. Cenas de vanguarda explícita. Folha de São Paulo, São Paulo, 04 dez. 1985. Ilustrada. p. 44.

_____. O crepúsculo dos críticos. Folha de São Paulo, São Paulo, 27 abr. 1985A. Ilustrada. p. 36.

_____. Latim com gosto de vinho tinto. In: PETRÔNIO. Satyricon. Trad. de Paulo Leminski. São Paulo: Brasiliense, 1985.

_____; BONVICINO, R. Envie meu dicionário: cartas e alguma crítica. São Paulo: Ed. 34, 1999.

LIDELL, H. G. SCOTT, R. A Greek-English lexicon. Oxford: Clarendon Press, 1996.

MELO, T. M. de. Tradução da Tradição: anotações sobre os motores da poesia de Paulo Leminski. Kamiquase, 1998. Disponível em: http://www.elsonfroes.com.br/kamiquase/ ensaio2.htm. Acesso em: 5 ago 2016.

MORENO, S. Ecos e Reflexos: A construção do Cânone de Augusto e Haroldo de Campos a partir de suas concepções de tradução. Campinas: Tese (Doutorado em Linguística Aplicada). Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, 2001.

PÉTRONE. Le satiricon. Trad. de Maurice Rat. Paris: Garnier, 1948.

_____. Le Satiricon. Ed. A. Ernout. Paris: Les Belles Lettres, 1974.

PETRÔNIO. Satyricon. Trad. de Paulo Leminski. São Paulo: Brasiliense, 1985.

_____. Satyricon. Trad. de Sandra M. G. Braga Bianchet. Belo Horizonte: Crisálida, 2004.

_____. Satíricon. Tradução e posfácio: Cláudio Aquati. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

SANTANA, I. J. Paulo Leminski: Intersemiose e Carnavalização na tradução. São Paulo: (Dissertação de Mestrado em Estudos da Tradução). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2002.

SARAIVA, F. R. S. Novíssimo dicionário latino-português. Belo Horizonte; Rio de Janeiro: Livraria Garnier, 2006.

VACONCELLOS, p. S. de. Efeitos intertextuais na Eneida de Virgílio. São Paulo: Humanitas, 2001.

Downloads

Publicado

2017-03-17

Como Citar

PEREIRA, L. M. Tradução como procedimento intertextual: a recriação de Leminski do Satyricon, de Petrônio. Rónai – Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, [S. l.], v. 4, n. 2, p. 136–147, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/article/view/23176. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: XXIV Semana de Estudos Clássicos da UFJF