As características do gênero demonstrativo em Cícero, Horácio e Quintiliano

Autores

  • Luíza Helena Rodrigues de Abreu Carvalho graduanda em Letras pela UFES

Palavras-chave:

gênero epidítico, Cícero, Horácio, Quintiliano

Resumo

O presente trabalho é fruto de um ano de pesquisa acerca das características do gênero epidítico nas obras De oratore de Cícero, Ars poetica de Horácio e na Institutio oratoriade Quintiliano. Considerando que os três autores viveram em momentos distintos, tanto temporal como social e politicamente, tentamos mostrar a importância do gênero para os contextos e como o epidítico passou de marginalizado a essencial na Roma Antiga.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARISTÓTELES. Retórica. Tradução e notas de Manuel Alexandre Júnior, Paulo Famrhouse Alberto e Abel do Nascimento Pena. Lisboa: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 1998.

BOWDITCH, Phebe Lowell. Horace and Imperial Patronage. In: DAVIS, Gregson. A Companion to Horace. Malden: Wiley-Blackwell, 2010, p. 53-74.

BRAUND, Susanna Morton. Praise and Protreptic in Early Imperial Panegyric: Cicero, Seneca, Pliny. In: REES, Roger (Ed.). Latin Panegyric. New York: Oxford University, 2012. p. 85-108.

CORBEILL, Anthony. Rhetorical Education and Social Reproduction in the Republic and Early Empire. In: DOMINIK, William; HALL, Jon (Org.). A Companion Roman Rhetoric. Malden: Blackwell, 2007. p. 69-82.

HABINEK, Thomas. Ancient rhetoric and oratory. Oxford: Blackwell, 2005, p. 38-59.


HORACIO. Arte Poética. Introdução, tradução e comentários de R.M. Rosado Fernandes. Lisboa: Inquérito, 1984.

LEITE, Leni Ribeiro. O patronato em Marcial. 2003. 83 f. Dissertação (Mestrado em Letras Clássicas) – Programa de Pós-Graduação em Letras Clássicas. Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2003.

MARTINS, Paulo. Literatura latina. Curitiba: IESDE, 2009.

REES, Roger. Panegyric. In: DOMINIK, William; HALL, Jon (Org.). A Companion Roman Rhetoric. Malden: Blackwell, 2007. p. 154-166.

RETÓRICA a Herênio. Trad. Ana Paula Celestino Faria & Adriana Seabra. São Paulo: Hedra, 2005.

ROSATI, Gianpiero. Luxury and Love: the encomium as aestheticisation of power in Flavian poetry. In: NAUTA, VAN DAM & SMOLENAARS. Flavian poetry. Leiden: Brill, 2006.

SANTOS, Marcos Martinho dos. O Monstrvm da Arte Poética de Horácio. Letras Clássicas, n. 4, p. 191-265, 2000.

SCATOLIN, Adriano. A invenção no Do Orador de Cícero. 2009. 308 f. Tese (Doutorado em Letras Clássicas). Programa de Pós-Graduação em Letras Clássicas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

SMITH, C.J. & DOMINIK, W . Introduction: Praise and Blame in Roman Oratory. In: SMITH C.J. & CORVINO (eds.) Praise and Blame in Roman Republican Rhetoric. Swansea: Classical Press of Wales, 2011. p.1-15.

QUINTILIAN. Institutio Oratoria. Transl. H.E.Butler. Cambridge, MA: Harvard University, 1996.

Downloads

Publicado

2015-08-18

Como Citar

RODRIGUES DE ABREU CARVALHO, L. H. As características do gênero demonstrativo em Cícero, Horácio e Quintiliano. Rónai – Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 41–54, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/article/view/23091. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos