As alusões míticas na ode Olímpica II de Píndaro: uma análise crítico-literária

Autores

  • Lene Tjorhom graduanda em Letras Clássicas pela UFF

Palavras-chave:

poesia lírica, epinício, mito, Píndaro, ode Olímpica II

Resumo

A finalidade do presente artigo é fazer uma análise crítico-literária da ode Olímpica II, considerada uma das obras-primas de Píndaro. Por ser o elemento mítico importante nesse subgênero da poesia lírica arcaica, cujo objetivo principal é louvar o atleta vencedor num jogo desportivo, investiga-se a função do mito na estrutura do canto agonal e a relação dessa narrativa com o atleta homenageado, o tirano Terão de Agrigento. Também são observados outros elementos como as sentenças gnômicas, as referências pessoais ao próprio poeta e os louvores direcionados ao atleta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ÁLVAREZ, Marco A. S. El Éden griego: las Islas de los Bienaventurados de Hesíodo a Platón. Instituto de Estudios Clásicos "Lucio Anneo Séneca" Universidad Carlos III de Madrid, 2006. p. 3-20.

CAREY, Chris. Genre, occasion and performance. In: BUDELMANN, Felix (ed.) The Cambridge Companion to Greek Lyric. Cambridge: Cambridge University Press, 2010. p. 21 – 38.

DONLAN, Walter. The Aristocratic Ideal and Selected Papers. Chicago: BolchacyCarducci Publishers, Inc., 1999. p. 77-111.

GRIFFITH, R. Drew. ލOedipusʽs Bloodthirsty Sons: Love and Strife in Pindarʽs Second "Olympian Ode".ތ Classical Antiquity, vol. 10, no. 1, 1991. p. 46-58.

HESÍODO. Hesiodi theogonia, opera et dies, scutum, fragmenta. ed. F. Solmsen/R. Merkelbach/M. L. West, Oxford 1970. Disponível em: <http://www.hs-augsb de/urg.~harsch/graeca/Chronologia/S_ante08/Hesiodos/hes_erga.html>. Acesso em: 22 de julho 2014

HIRATA, Elaine F. V. ލAs odes de Píndaro e as tiranias siciliotas.ތ Clássica, vv. 9/10, 1996-7. p. 61-72.

HOMERI. Ilias. Ed. D. B Monro/Th. W. Allen, Oxford, Oxford University Press. 1920. Disponível em: <http://www.hs-augsb de/graeca/Chronologia/S_ante08/Homeros/hom_ili00.html>. Acesso em: 22 de julho 2014

HOMER. The Odyssey. With an English Translation by A. T. Murray, PH. D. in two volumes. Cambridge, MA., Harvard University Press; London, William Heinemann, Ltd.1919. Disponível em: <http://www.hs-augsb de/graeca/Chronologia/S_ante08/Homeros/hom_od00.html>. Acesso em: 22 de julho 2014

KIRKWOOD, Gordon. Selections from Pindar. Chicago: American Philological Association, 1982. pp. 3 -5, 61-77.

LEFKOWITZ, Mary R. First-Person Fictions: Pindarʽs Poetic I. Oxford: Clarendon Press, 1991. p. 1 -70.

LOURENÇO, Federico. ލLirica coral e monódica: uma problemática revistada. Humanitas 61, 2009. p.19- 29.

MALHADAS, Daisi. Píndaro - odes aos príncipes da Sicília. Tradução com introdução e notas. São Paulo: Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ararquara, 1976. p. 7-27.

ONELLEY, Glória Braga; PEÇANHA, Shirley Fátima G. de A. Tradução de fragmentos de poetas gregos. www.academia.edu/.../O_epinicio_pindarico_uma_leitura_de_Olimpica_

NISETICH, Frank J. Immortality in Acragas: Poetry and Religion in Pindarʽs Second Olympian Ode.ތ Classical Philology. Vol. 83, no. 1, 1988. p. 1-19.

RACE, William. H. Pindar. Boston: Twayne Publishers, 1986. pp. 19-35; 67 -73.

ROCHA PEREIRA, Maria H. da. Estudos de história da cultura clássica: I Volume – Cultura clássica. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2006. p. 214-36.

_____. Notas a um passo de Píndaro.ތ Humanitas 4, 1952. p. 7 – 12.

SEGAL, Charles. Lírica coral arcaica. In: EASTERLING, P. E.; KNOX, B. M. W. (eds.) Historia de la literatura clásica (Cambridge University) I – Literatura Griega. Tradução por Federico Zaragoza Alberich. Madrid: Editorial Gredos, S.A.,1990. p. 188-92.

_____. Lírica coral en el siglo V. In: EASTERLING, P. E.; KNOX, B. M. W. (eds.) Historia de la literatura clásica (Cambridge University) I – Literatura Griega. Tradução por Federico Zaragoza Alberich. Madrid: Editorial Gredos, S.A.,1990. p. 249-63.

SOLMSEN, Friedrich. Achilles on the Islands of the Blessed - Pindar vs. Homer and Hesiod. American Journal of Philology. Vol. 103, 1982. p. 19-24.

SUAREZ DE LA TORRE, Emilio. ލPíndaro y la religion griega.ތ Cuadernos de Filología Clásica (Estudios griegos e indoeuropeos) 3, 1993. p. 67-97.

SULLIVAN, S. D. ލAspects of the ”fictive I” in Pindar: address to psychic enteties. Emerita, vol. 70 - 1, 2002. pp. 83-93, 102.

TORRES, Daniel A. La escatalogia en la lírica de Píndaro e sus fuentes. Buenos Aires: Editorial de la Faculdad de Filosofia y Letras Universidad de Buenos Aires. 2007. p. 267-360.

WOODBURY, Leonard. ލEquinox at Acragas: Pindar, Ol. 2.61-62.ތ Transactions and Proceedings of the American Philological Association, v. 97, 1966. p. 597-616.

Downloads

Publicado

2015-08-18

Como Citar

TJORHOM, L. As alusões míticas na ode Olímpica II de Píndaro: uma análise crítico-literária. Rónai – Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 22–40, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/article/view/23090. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos