Historicização do processo de alfabetização em contextos inclusivos

Autores

  • Marineiva Moro Campos de Oliveira Universidade do Oeste de Santa Catarina/Campus Chapecó https://orcid.org/0000-0002-3110-0771
  • Karine Odete Veiga Universidade do Oeste de Santa Catarina/Campus Chapecó
  • Anderson Luiz Tedesco Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)

Palavras-chave:

Ensino inclusivo, `Perspectivas de ensino inclusivo, Alfabetização e ensino inclusivo

Resumo

O presente artigo tem como objetivo apresentar as pesquisas correlatas do objeto de investigação desta pesquisa, a alfabetização no ensino inclusivo, destacando a articulação desses elementos na constituição histórica do processo educacional inclusivo. Apresentam-se no decorrer do trabalho os fundamentos e concepções da organização do processo de alfabetização e do ensino inclusivo de sua institucionalização aos dias atuais. Para isso, realizaram-se buscas de pesquisas correlatas sobre a alfabetização e ensino inclusivo no banco de produções científicas da Capes. A busca possibilitou compreender como o processo histórico de alfabetização foi organizado no decorrer dos tempos, os métodos e as teorias que balizaram o ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita, apontando as aproximações e contradições entre os elementos que nortearam o processo. As considerações finais apontam que ao longo da história a alfabetização foi estruturada por métodos e perspectivas teóricas que conduziram o processo à fragmentação, à hierarquização e à desqualificação. Ainda, evidenciam a necessidade de compreender que a inserção no campo de  alfabetização pressupõe assumir o compromisso com a transformação social na busca pela emancipação dos sujeitos a partir do ensino e da aprendizagem dos conhecimentos científicos da leitura e da escrita.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marineiva Moro Campos de Oliveira, Universidade do Oeste de Santa Catarina/Campus Chapecó

Doutoranda em Educação na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).  Mestre em Educação pela Unioeste. Professora na Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), Campus Chapecó.

Karine Odete Veiga, Universidade do Oeste de Santa Catarina/Campus Chapecó

Acadêmica da terceira fase do curso de Pedagogia da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), Campus Chapecó. Bolsita do Artigo 170.

Anderson Luiz Tedesco, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó)

Doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2019). Professor e Pesquisador em estágio Pós-doutoral pelo Programa de Mestrado em Educação da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (2019). Também é Professor do Colégio La Salle de Xanxerê - SC. 

Referências

ALLAN, San Diego; TOMLINSON, Cristian A. Liderar projetos de diferenciação pedagógica. 1. ed. Edições, São Paulo, ASA, 2002.

BARRETO, Leonardo.; SHIMAZAKI, E. M. A formação de professores alfabetizadores para a educação inclusiva: um destaque ao pacto nacional pela alfabetização na idade certa. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, v. 14, n. 1, p. 157-168, jan./mar., 2019. E-ISSN: 1982-5587. DOI: 10.21723/riaee. v14i1.11067.

OLIVEIRA, Marli dos Santos; BEZERRA, Giovani Ferreira. (Pro)posições do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa para a Educação Especial: uma proposta inclusiva? Revista Educação Especial, Santa Maria, v. 27, n. 50, p. 777-780, set./dez. 2014.

BUENO, José Geraldo Silveira. As políticas de inclusão escolar: uma prerrogativa da educação especial? São Paulo: Junqueira e Marin CAPES, 2008.

CAMPOS, Carlos. Diálogos entre o currículo e o planejamento educacional individualizado (PEI) na escolarização de alunos com deficiência intelectual. 172 f. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2016.

CASTILHO, Tatiane Bruno.; BEZERRA, Giovani Ferreira. Educação especial e inclusão escolar nos cadernos do Pacto Nacional pela alfabetização na idade certa. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, Sergipe, Brasil, v. 9, n. 19, p. 193-208, mai./ago. 2016.

GARCIA, Rosalba Maria Cardoso. O conceito de flexibilidade curricular nas políticas públicas de inclusão educacional. In: BAPTISTA, Cláudio Roberto et. al. Inclusão, práticas pedagógicas e trajetórias de pesquisa. Editora Mediação: Porto Alegre, 2007.

GINÉ, C.; RUIZ, R. As adequações curriculares e o projeto de educação do centro educacional. In: Palacios, Jones.; Marchesi, A. Desenvolvimento psicológico e educação: necessidades educativas especiais e aprendizagem escolar. Tradução de Marcos A. G. Domingues. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995. v. 3. p. 295-321.

GLAT, Rosana; VIANNA, Márcia Marin; REDIG, Annei Gomes. Plano educacional individualizado: uma estratégia a ser construída no processo de formação docente. Ciências Humanas e Sociais em Revista, Rio de Janeiro, v. 34, n. 12, p. 79-100, jul., 2012.

GONÇALVES, Estevam; TRINDADE, Ronaldo. Práticas de ensino diferenciado na sala de aula: “se diferencio a pedagogia e o currículo estou a promover o sucesso escolar de alunos com dificuldades de aprendizagem”. 2010. Comunicação apresentada na Universidade Lusófona do Porto. Disponível em http://repositorioaberto.up.pt/bitstream/10216/35075/2/88997.pdf. Acesso em: 28 mar. 2020.

SEBASTIAN HEREDERO, Eladio. A escola inclusiva e estratégias para fazer frente a ela: as adaptações curriculares. Rev. Acta Scientiarum, v. 32, n. 2, 193-208, 2010.

JANNUZZI, Gilberta de Martino. A educação do deficiente no Brasil dos primórdios ao século XXI. Campinas: Autores Associados, 2012.

MAINARDES, Jefferson. A organização da escolaridade em ciclos: ainda um desafio para os sistemas de ensino. In: FRANCO, C. (Org.). Avaliação, ciclos e promoção na educação. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 33-54.

MAINARDES, Jefferson. Reinterpretando os ciclos de aprendizagem. São Paulo: Cortez, 2007. 240 p.

MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Inclusão escolar: o que é? por quê? como fazer? São Paulo: Moderna, 2006.

MARIN, Márcia; BRAUN, Patrícia. Ensino colaborativo como prática de inclusão escolar. In: GLAT, Rosana; PLETSCH, Márcia Denise (Org.). Estratégias educacionais diferenciadas para alunos com necessidades especiais. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2013. p. 49-64.

MAZZOTTA, Marcos José da Silveira. Desafios para a política e a pesquisa em educação especial no Brasil. In: Temas em educação especial: conhecimentos para fundamentar a prática. Brasília: Editora Junqueira Marin, 2008. p 27-30.

MENDES, Marcos;TANNÚS-VALADÃO, Giulo.; MILANESI, J. B. Atendimento educacional especializado para estudante com deficiência intelectual: os diferentes discursos dos professores especializados sobre o que e como ensinar. Revista Linhas, v. 17, n. 35, p. 45-67, 2016.

MESQUITA, Amélia Araújo; RODRIGUES, José Rafael Barbosa Rodrigues; CASTRO, Kelly Paixão de; A política curricular no contexto da inclusão e seus mecanismos de diferenciação curricular. Rev. Teias, v.19 n. 55, p. 70-88, 2018.

PERRENOUD, Philippe. Dez novas competências para ensinar. Tradução de Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artmed, 2000.

PERRENOUD, Philippe. Construir as competências desde a escola. Porto Alegre: Artes Médicas. 1999.

PLETSCH, Marcia Denise; GLAT, Rosana. A escolarização de alunos com deficiência intelectual: uma análise da aplicação do plano de desenvolvimento educacional individualizado. Linhas Críticas, Brasília, v. 18, n. 35, p. 193-208, jan./abr., 2012.

PLETSCH, Marcia Denise. Repensando a inclusão escolar de pessoas com deficiência mental: diretrizes políticas, currículo e práticas pedagógicas. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

PLETSCH, Marcia Denise. Educação Especial e inclusão escolar: políticas, práticas curriculares e processos de ensino e aprendizagem. Revista: Poésis Pedagógica, Catalão, v. 12, n. 1, p. 7-26, jan./jun., 2014.

ROLDÃO, Maria do Céu. Diferenciação curricular e inclusão. In: Rodrigues, D. (Org.). Perspectivas sobre a inclusão: da educação à sociedade. Porto: Porto Editora, 2003.

ROLDÃO, Maria do Céu. Gestão Curricular: fundamentos e Práticas. Lisboa: DEB: Ministério da Educação, 1999.

SIQUEIRA, Carla Fernanda Oliveira, et. al. Planos de ensino individualizados na escolarização de alunos com deficiência intelectual. In: ENCONTRO NACIONAL DOS PESQUISADORES DA EDUCAÇÃO ESPECIAL, 7, 2012, Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: UERJ, 2012. p. 11671-11686.

Downloads

Publicado

2021-12-30

Edição

Seção

Artigos