Educação a distância

o que revelam os dados do censo 2018?

Autores

  • Neidimar Vieira Lopes Gonzales Universidade Federal de Rondônia https://orcid.org/0000-0002-4943-0832
  • Tânia Regina Raitz Universidade do Vale do Itajaí/SC

Palavras-chave:

Formação de professores, Docência, Educação, Tecnologia, EaD

Resumo

Os avanços tecnológicos têm causado transformações na sociedade e na escola quanto à possibilidade de acesso ao ensino e às formas de ensinar e aprender. Este texto é um recorte de uma tese e traça uma análise/discussão acerca das matrículas na modalidade a distância - EaD com o objetivo de verificar como esta modalidade tem ocupado um percentual importante das matrículas no país; como as matrículas se distribuem regionalmente e o que revela o censo 2018 sobre o tema (INEP, 2019). É uma pesquisa documental de abordagem quali-quantitativa que interpreta as informações do censo 2018 INEP, por meio do enfoque qualitativo. Embasada nos estudos de Bahia e Duran (2009), Vianney, Torres e Silva (2003), Peters (2012), Bahia (2014) e Gatti (2013) conclui-se que a educação a distância é uma realidade crescente no Brasil, conforme dados revelados pelo Censo 2018. Para além, demonstra que 87% dos cursos de graduação a distância são ofertados por instituições privadas e 93% dos estudantes de Pedagogia EaD concluem em instituições privadas. Estes resultados mostram que é necessário empreender um novo olhar para a EaD, considerando a formação docente ofertada (pública e privada) e o profissional fruto de ambas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAHIA, Norinês Panicacci. DURAN, Marília Clarete Geraes. Educação & Linguagem, v. 12, n. 19, p. 131-143, jan./jun. 2009.

BAHIA, Norinês Panicacci. A formação de professores que tanto incomoda, v. 12, n. 19, p. 52-79, jul./dez. 2009.

BRASIL. Decreto 9.057 de 25 de maio de 2017. Brasília: MEC, 2017.

BRASIL. Constituição Federal de 1988. Brasília: Distrito Federal, 1988.

DURAN, Marília Claret Geraes. Tecnologias, novas Tecnologias e educação: um mapeamento da produção acadêmica sobre o tema. Cadernos de Educação: Reflexões e Debates, São Bernardo do Campo, n. 14, p. 38-52, 2008.

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Atratividade da carreira docente no Brasil. Relatório Final. São Paulo: Fundação Victor Civita, dez. 2009.

GATTI, Bernadete Angelina. et. al. A atratividade da carreira docente no Brasil. In: Estudos e Pesquisas Educacionais, n. 1, São Paulo, 2009. Disponível em: https://abrilfundacaovictorcivita.files.wordpress.com/2018/04/estudos_e_pesquisas_educacionais_vol_1.pdf. Acesso em: 20 abr. 2020.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Exame Nacional do Ensino Médio. Relatório pedagógico 2008. Brasília: INEP, 2009. Disponível em: https://download.inep.gov.br/educacao_basica/enem/relatorios_pedagogicos/relatorio_pedagogico_enem_2008.pdf. Acesso em dez. de 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Sinopse Estatística da Educação Superior 2018. Brasília: INEP, 2019. Disponível em: http://inep.gov.br/sinopses-estatisticas-da-educacao-superior. Acesso em: 13 de fev. 2020.

LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e pedagogos: inquietações e buscas. Educ. rev., Curitiba, n. 17, p. 153-176, jun. 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602001000100012&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 10 ago. 2019.

LISBOA, Marilu Diez. Orientação profissional e mundo do trabalho: Reflexões sobre uma nova proposta frente a um novo cenário. In: LEVENFUS, Rosane Schotgues. SOARES, Dulce Helena Pena. (Orgs). Orientação vocacional ocupacional: novos achados teóricos, técnicos e instrumentais para a clínica, a escola e a empresa. Porto Alegre: Artmed, 2002.

LÜDKE, Menga. BOING, Luis Alberto. O Trabalho Docente nas Páginas de Educação e Sociedade em Seus (Quase) 100 Números. Educação e Sociedade. vol. 28, n. 100, p. 1179-1201, 2007.

PETERS, Otto. Didática do ensino a distância experiências e estágio da discussão numa visão internacional. Trad. Ilson Kayser. São Leopoldo: Unisinos, 2006.

PETERS, Otto. A educação a distância em transição. São Leopoldo: Unisinos, 2012.

VALLE, Ione Ribeiro. Carreira do magistério: uma escolha profissional deliberada? Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, v. 87, n. 216, p. 178-187, ago 2006.

VIANNEY, João. TORRES, Patrícia. SILVA, Elizabeth. A universidade virtual no Brasil: o ensino superior a distância no país. Tubarão: Editora Unisul, 2003.

Downloads

Publicado

2021-12-30

Edição

Seção

Artigos