FORMAÇÃO DE PROFESSORES A DISTÂNCIA: ESTRATÉGIA POLÍTICA PARA VELHOS DESAFIOS

  • Daniela Motta de Oliveira

Resumo

As preocupações a respeito da Educação a Distância (EaD) e o seu direcionamento para o nível superior no
Brasil, particularmente na formação de professores, expressam conceitos e interesses contraditórios: a quem se destinam os cursos na modalidade EaD? Que contornos a idéia de democratização do acesso ao ensino superior
assume nas políticas de EaD, em especial, na formação de professores? Nosso texto foi estruturado em 3 partes.
Na primeira, resgatamos o debate sobre formação de professores nos anos de 1990 e 2000, mostrando: 1) o
incentivo a programas a distância e 2) a ênfase nas competências a serem adquiridas pelo professor. Na segunda parte, mostramos como essas políticas se articulam com as propostas dos organismos internacionais. Finalmente, discutimos como essas políticas se apóiam no discurso sobre a democratização do acesso ao ensino superior.
Publicado
2009-08-03
Edição
Seção
Artigos