Religião e HQ's: análise de Demolidor: diabo da guarda, de Kevin Smith e Joe Quesada

Palavras-chave: Cultura visual, Histórias em quadrinhos, Cristianismo, Analogia estrutural, Teologia nerd

Resumo

A assim chamada cultura pop, ou nerd, é quase ubíqua na sociedade contemporânea. Cinema e quadrinhos são as possibilidades mais conhecidas desta expressão cultural. Muitos são os estudos acadêmicos e críticos deste fenômeno cultural, a partir de diferentes perspectivas. Uma abordagem possível de análise da cultura pop é a partir da perspectiva dos conteúdos religiosos e/ou teológicos que a mesma veicula. Tal abordagem pode parecer infrutífera, considerando que muitas destas narrativas têm lugar em ambiente secularizado, no qual não há espaço para a religião de qualquer maneira. Uma exceção neste contexto é o herói Demolidor, da Marvel. Uma das principais chaves hermenêuticas para a compreensão do Demolidor está em sua fé cristã católica. O presente artigo visa analisar os elementos religioso e teológico contidos no arco Demolidor: diabo da guarda, de Kevin Smith (argumento) e Joe Quesada (ilustrações).

Biografia do Autor

Carlos Ribeiro Caldas Filho, PUC Minas
Doutor em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo, com pós-doutorado pela Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia. Professor no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da PUC Minas.
Publicado
2019-02-06
Seção
Seção Temática: Cultura Visual e Religião