Tornar-se bailarina ou professora de balé clássico

indicações etnográficas sobre carreiras

  • Fernanda Ferreira de Abreu
Palavras-chave: Balé clássico, Carreira, Ensino, Academias de dança

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar carreiras de professoras de balé clássico que trabalham em academias de dança de Niterói (RJ). Com base em observação participante em aulas e espetáculos, e em entrevistas com professoras, é abordado o modo pelo qual a possibilidade de se tornar bailarina profissional é vislumbrada, e são apresentadas as influências na decisão de se tornar docente, com destaque para os discursos referentes a vocação e características corporais. É também discutidocomo a possibilidade de se tornar dona de academia de dança é contemplada e comparada com o trabalho no ensino da dança.

Publicado
2019-09-13
Seção
Artigos