Racismo, conservadorismo e Serviço Social

Palavras-chave: conservadorismo, racismo, colonialismo, capitalismo dependente, serviço social

Resumo

O presente artigo tem por objetivo explicitar elementos teóricos e históricos que possibilitam uma maior compreensão dos fundamentos e dinâmica do conservadorismo na particularidade da formação latino-americana e caribenha. Para tanto, foi feito um estudo bibliográfico, que buscou relacionar os temas em análise, privilegiando produções e debates cuja centralidade é a compreensão do colonialismo, do racismo estrutural e suas determinações na sociedade de capitalismo dependente. Com isso, buscou-se destacar: que o racismo é determinação fundamental no desenvolvimento e manifestações do conservadorismo neste território; mediações para a compreensão do significado da relação entre o conservadorismo e o Serviço Social, a partir da centralidade do colonialismo e do racismo na conformação daquele; bem como os desafios que se acenam a partir dessa compreensão.

Biografia do Autor

Cristiane Luiza Sabino de Souza, Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

Doutora em Serviço Social, professora do Departamento de Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

ABEPSS. Diretrizes Gerais Para o Curso de Serviço Social.1996. 27 f. Rio de Janeiro, 1996. Disponível em: http://www.abepss.org.br/arquivos/textos/documento_201603311138166377210.pdf Acesso em 24 de agosto de 2020
ALMEIDA, Silvio Luiz de. O que é racismo estrutural? São Paulo: Sueli Carneiro; Polén, 2019.
BENTO, M. Aparecida Silva. Branqueamento e branquitude No Brasil In: Psicologia social do racismo – estudos sobre branquitude e branqueamento no Brasil / Iray Carone, Maria Aparecida Silva Bento (Organizadoras) Petrópolis, RJ: Vozes, 2002, p. (25-58)
BOMFIM, Manoel. América Latina: males de origem. Livro digital: Biblioteca Virtual de Ciências Humanas do Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2008. Disponível em: http://www.do.ufgd.edu.br/mariojunior/arquivos/BOMFIM_A_America_Latina_Males_de_origem.pdf Acesso em: 15 de Janeiro de 2019.
CÉSAIRE, Aimé. Discurso sobre o colonialismo. Trad. Anísio Garcez Homem. 1ª reimpressão. Letras Contemporâneas, 2010.
JAMES, C. L.R. Os Jacobinos Negros: Toussaint L’Ouventure e a Revolução de São Domingos. São Paulo: Boitempo Editorial, 2000.
COSTA, Jurandir Freire: História da Psiquiatria no Brasil. Rio de Janeiro: Garamond, 2007.
DOBB, Maurice H. A evolução do capitalismo. [Tradução Manuel do Rego Braga] reimpressão - Rio de Janeiro: LCT, 2009.
FANON, F. Pele negra, máscaras brancas. Tradução Renato da Silveira. Salvador: EdUFBA, 2008. P.194.
HOBSBAWM, Eric J. A Era do Capital. 15 ed. São Paulo – SP: Paz e Terra, 2012.
MARIÁTEGUI, José Carlos. 7 Ensayos de Interpretación de la Realidad Peruana. Lima. 1928. Disponível em: http://ekeko2.rcp.net.pe/7ENSAYOS/ENSAYOS/Indice.htm. Consulta 25 de nov. 2017
__________. Por um socialismo indo-americano: ensaios escolhidos. Seleção e introdução: Michel Lowy; tradução Luiz Sérgio Henriques. - 2.ed. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2011.
MARINI, Ruy Mauro. Dialética da Dependência. In: TRASPADINI, R; STÈDILE J.P. (orgs) Ruy Mauro Marini: Vida e Obra. -2ed- São Paulo: Expressão Popular, 2011.
MARINI, Ruy Mauro e SPELLER, Paulo (1977). Universidade brasileira. IN: Revista de Educación Superior, nº 22, México, Abril-Junho. Disponível em: http://www.marini-escritos.unam.mx/pdf/053_universidade_brasileira.pdf Acesso 28 de agosto de 20.
MARX, Karl. Contribuição à crítica da economia política. 2.ed. -São Paulo: expressão Popular, 2008.
MOURA, Clóvis. O racismo como arma ideológica de dominação. Revista Princípios. 1994.
___________. Dialética radical do Brasil negro. 2ed. São Paulo: Fundação Maurício Grabois co-edição com Anita Garibaldi, 2014.
__________. Rebeliões da senzala. São Paulo: Anita Garibaldi, 2014ª.
___________. Estratégia do Imobilismo Social contra o Negro no Mercado de Trabalho. Rev. São Paulo em Perspectiva, 2(2): p. 44-46, abr./jun. 1988.
___________. Escravismo, colonialismo, imperialismo e racismo. Afro-Ásia, 14 - 1983. Disponível em: . Acesso em: 15 de janeiro de 2019.
___________. Atritos entre a história, o conhecimento e o poder. 1990. Disponível em: . Acesso em: 15 de janeiro de 2019.
NETTO, José Paulo. Ditadura e serviço social: uma análise do serviço social no Brasil pós – 64. 8ed. São Paulo: Cortez, 2005.
NETTO, Leila Escorsim. O conservadorismo clássico: elementos de caracterização e crítica. São Paulo: Cortez, 2011.
N’KRUMAH, Kwame. Neocolonialismo – último estágio do imperialismo. Trad. Maurício C. Pedreira. Civilização Brasileira: Rio de Janeiro, 1967.
ROCHA, Roseli da Fonseca. A Questão étnico-racial no processo de formação em Serviço Social. In: Serviço Social e Sociedade, nº99. São Paulo, 2009.
RODNEY, Walter. Como a Europa Subdesenvolveu a África. Trad. Edgar Valles. Coleção Leste a Oeste. Seara Nova: Lisboa, Portugal, 1975.
RODRIGUES, RN. Os africanos no Brasil [online]. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2010. 303 p. Disponível em: https://static.scielo.org/scielobooks/mmtct/pdf/rodrigues-9788579820106.pdf Acesso em 25 de agosto de 2020.
SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil: 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SOUZA, Cristiane Luiza Sabino de. Terra, trabalho e racismo: veias abertas de uma
análise histórico-estrutural no Brasil Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa
Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós Graduação em Serviço Social, Florianópolis, 2019. Disponível em: http://tede.ufsc.br/teses/PGSS0221-T.pdf Acesso em: 25 de agosto de 2020.
TEIXEIRA, R. J. Fundamentos do Serviço Social: uma análise a partir da unidade dos Núcleos de Fundamentação das Diretrizes Curriculares da ABEPSS. Tese (doutorado) Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019. Disponível em:
OLIVEIRA, Juliana Marta Santos de. A Transversalidade da Questão Étnico Racial nos Currículos dos Cursos de Graduação em Serviço Social das Universidades Federais Brasileiras.2015. 127 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2015. Disponível em: Acesso em 21 mar. 2020
WILLIAMS, Eric. Capitalismo e escravidão. Trad. Denise Bottmann; prefácio Rafael Vivar Marquese. – 1ª ed. – São Paulo: Companhia das Letras 2012.
YASBEK, Maria Carmelita. Fundamentos históricos e teórico-metodológicos do Serviço Social in Serviço Social: direitos sociais e competências profissionais. Brasília: CFESS/ABPESS, 2009.
Publicado
2020-12-15
Seção
Dossiê: Os desafios do Serviço Social ante a escalada do Conservadorismo