Considerações sobre a crítica marxista à dinâmica da pobreza na sociabilidade capitalista e seu caráter estrutural

  • Fabrício Fontes de Andrade UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECONCAVO DA BAHIA
Palavras-chave: Estado; pobreza; política social; marxismo

Resumo

É objetivo deste artigo debater a crítica marxista à pobreza na sociedade capitalista em face ao seu caráter funcional e estrutural na sociabilidade capitalista. A análise marxista demonstra que as respostas liberais engendradas para o enfrentamento da pobreza não escapam ao seu enfoque segmentado e parcial, sendo incapazes de chagar ao cerne da produção da pobreza como resultado do desenvolvimento capitalista.

Biografia do Autor

Fabrício Fontes de Andrade, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECONCAVO DA BAHIA

Doutor em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Professor Adjunto II da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB.

Referências

BOTTOMORE, T. Dicionário do Pensamento Marxista. São Paulo: Jorge Zahar Editores, 1993.

IAMAMOTO, M. & CARVALHO, R. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil. São Paulo Cortez, 1991

IAMAMOTO, M. A questão social no capitalismo. In: Temporalis, Brasília, n 3, ABEPSS, 2001.

MARX, K. Capital: Critica da economia política. Livro I, São Paulo: Boitempo, 2014.

MARX, Karl. Glosas críticas marginais ao artigo “O rei da Prússia e a reforma social”. De um prussiano. In: Germinal: Marxismo e Educação em Debate, Londrina, v. 3, n. 1, p. 142-155-; fev. 2011

MONTANO, Carlos. Pobreza, "questão social" e seu enfrentamento. Serv. Soc. Soc., São Paulo , n. 110,p. 270-287, Jun. 2012.

NETTO, J.P. capitalismo monopolista e serviço social. 5 ed. São Paulo: Cortez, 2006.

ROSDOLSKY, R. Genese e Estrutura de O Capital de Karl Marx. Rio de Janeiro: Ed UERJ/Contraponto, 2001
Publicado
2020-12-15