40 anos da “virada” do Serviço Social no Brasil

história, atualidade e desafios

Palavras-chave: História do Serviço Social, III Congresso brasileiro de assistentes sociais: resistência e renovação crítica do serviço social no Brasil

Resumo

Este texto é a base da conferência de abertura do XVI Congresso Brasileiro de Assistentes Sociais (CBAS) - Brasília (DF) 2019- Registra a história e memória do III CBAS (1969), marco simbólico na resistência coletiva de assistentes sociais à ditadura empresarial–militar e ao conservadorismo no Serviço Social em favor de sua renovação histórico-crítica. Afirma-se o compromisso com os trabalhadores, contra a barbárie, em favor da democracia e da emancipação humana. O texto aborda a história e desafios contemporâneos do Serviço Social em tempos de ultraliberalismo: conquistas alcançadas, o neoconservadorismo no Serviço Social e a necessidade de afirmação do projeto profissional construído nos últimos 40 anos. 

Biografia do Autor

Marilda Villela Iamamoto

Pesquisadora do CNPQ, bolsista produtividade 1A. Autora de vários livros e artigos em periódicos científicos na área de Serviço Social. |Professora titular aposentada da UFRJ e da UERJ. Prof. Visitante da UFJF (agosto 2019 a julho 2020.

Referências

ABESS/CEDEPSS. Proposta básica para o projeto de formação profissional. Serviço Social & Sociedade: O Serviço Social no século XXI, ano XVII, n. 50, São Paulo: Ed. Cortez, 1996.
ABEPSS http://www.abepss.org.br/noticias/somos-assistentes-sociais-prontos-para-existir-e-fazer-brotar-a-flor-viva-1917. Acesso em 15 de maio de 2018.
ABRAMIDES, M. B. C. Mesa de depoimentos históricos. In: CFESS. Seminário Nacional do Congresso da Virada. 30 anos. 1979-2009. Brasília: CFESS, 2012, p. 51-60.
ABRAMIDES, M. B C. e CABRAL, S. O novo sindicalismo e o Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1995.
ANDRADE, C. D. Mãos Dadas. In: Carlos Drummond de Andrade. Poesia e Prosa. Volume Único. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1983.
ALAYÓN, N. (Org.). Trabajo social latino-americano. A 40 años de la reconceptualización. Buenos Aires: Espacio Ed., 2005.
ALAYÓN, N. (Org.). Desafio al Servicio Social. Buenos Aires: Humanitas, 1976.
ALVES, M. H. Estado e oposição no Brasil (1964-1984). Petrópolis: Vozes, 1984.
AQUINO, I. G. de C., SILVA, A. P. R. e VIEIRA, P. L. C.. O Movimento de Reconceituação na América Latina e suas expressões internacionais: análise crítica da participação e contribuição do CBCISS. EM PAUTA, Rio de Janeiro - 2o Semestre de 2017 - n. 40, v. 15, p. 151-165.
BARBOSA, M. M. Objetivos profissionais e objetivos institucionais na trajetória do Serviço Social: Belo Horizonte, 1960-1984. São Paulo: PUC/SP, 1989.
BATISTONI, R. O Movimento de Reconceituação no Brasil: o Projeto Profissional da Escola de Serviço Social da Universidade Católica de Minas Gerais (1964-1980). Em Pauta. Rio de Janeiro. 2o Semestre de 2017 - n. 40, v. 15, p. 136 – 150.
CFESS. Resolução do CFESS -nº493/ 2006 de 21 de agosto de 2006. EMENTA: Dispõe sobre as condições éticas e técnicas do exercício profissional do assistente social .http://www.cfess.org.br/arquivos/Resolucao_493-06.pdf Acesso em 06/04 /2020
CFESS http://www.cfess.org.br/arquivos/2018-ServicoSocialNoticia-Site.pdf; acesso em 15 de maio de 2018;
CFESS. Primeiro de maio: somos assistentes sociais, somos classe trabalhadora! http://www.cfess.org.br/visualizar/noticia/cod/1566. Acesso em 01 de maio de 2019.
CEPAL Panorama Social para América Latina. 2016 https://www.cepal.org/pt-br/publicaciones/41738-panorama-social-america-latina-2016-documento-informativo Acesso em 25 de maio de 2018
CEPAL. Panorama Social para América Latina. 2018. Documento informativo. https://www.cepal.org/pt-br/publicaciones/44412-panorama-social-america-latina-2018-documento-informativo . Acesso em 24/04/2019.
CEPAL 2016 http://www.latinamerica.undp.org/content/rblac/es/home/presscenter/pressreleases/2016/06/14/reca-da-de-millones-de-latinoamericanos-a-la-pobreza-es-evitable-con-pol-ticas-publicas-de-nueva-generaci-n-pnud.html Progreso multidimensional: bienestar más allá del ingresso. Acesso em 28 de maio de 2018.
CORNELY, S. História da organização político-acadêmica do Serviço Social na América Latina: uma visão panorâmica. Revista Temporalis n° 7. Porto Alegre: ABEPSS, jan.-jun. 2003.
COUTINHO, C. N. Notas sobre cidadania e modernidade. In: Contra a corrente. Ensaios sobre democracia e socialismo. São Paulo: Cortez, 2000
DUVIVIER, G. Quem alimenta os jacarés quer ser comido por último. Folha de São Paulo, 16 de outubro de 2019 .https://www1.folha.uol.com.br/colunas/gregorioduvivier/2019/10/quem-alimenta-os-jacares-quer-ser-comido-por-ultimo.shtml. Acesso em 17 out.2019.
IAMAMOTO, M.V.; CARVALHO, R. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. São Paulo: Cortez, 1982.
IAMAMOTO, M.V e SANTOS, C. M. (Coord.) O Movimento de Reconceituação do Serviço Social na América Latina (Argentina, Brasil, Chile e Colômbia): determinantes históricos, interlocuções internacionais e memória. Rio de Janeiro: CNPQ/ UERJ, 2016.
IAMAMOTO, M. V. O debate contemporâneo da reconceituação do serviço social: ampliação e aprofundamento do marxismo. In: ___. O serviço social na contemporaneidade: trabalho e formação profissional. São Paulo: Cortez, 1998. p. 201-249.
______________. Serviço Social em Tempo de Capital Fetiche – capital financeiro, trabalho e questão social. São Paulo, Cortez Editora, 2007.
________________Renovação do Serviço Social no Brasil e desafios contemporâneos. Serviço Social e Sociedade n.136. Especial. São Paulo set./dez.2019, p. 439-461.
IANNI, O A ditadura do grande capital. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1981
IASI, M. Cinco teses sobre a formação social brasileira (notae estudo guiadas pelo pessimismo da razão e uma conclusão animada pelo otimismo da prática)
Serv. Soc. Soc. no.136 São Paulo set./dez. 2019, p.417-438.
JUNQUEIRA, H. I. Quase duas décadas da Reconceituação do Serviço Social. Uma abordagem crítica. Serviço Social e Sociedade n.4. São Paulo: Cortez, ano III., dez. 1982, p.1-38.
KOWARICK, L. Proceso del desarollo del Estado em América Latina y políticas sociales. Acción Crítica nº 5. Celats/Alaets, abr. 1979, p. 25-31
LIMA, L.; RODRIGUEZ, R. "Metodologismo: estallido de una época", In: Acción Critica n. 2, Lima (Peru); Celats, p.15-41, jul. 1977.
LIMA SANTOS, L. Textos de Serviço Social. São Paulo: Cortez, 1982.
LIMA, L, IAMAMOTO, M. V., CARVALHO, R. Encuentro Nacional de Capacitación Continuada. Rio de Janeiro, Brasil. Acción Crítica n.6. Lima: Celats/Alaets, set. 1979, p. 32-37.
LOWY, M. Walter Benjamim. Aviso de incêndio. São Paulo: Boitempo, 2005.
___________Neofascismo: um fenômeno planetário e o caso brasileiro. Disponível em; www.cartamaior.com.br. Acesso em 20/10/2019.
NETTO, J. P. Transformações societárias e Serviço Social: notas para uma análise prospectiva da profissão no brasil. In: Serviço Social nº 50. São Paulo: Cortez, abr. 1996, p. 87-132.
_________. A crítica conservadora à reconceptualização. Serviço Social e Sociedade n. 5.São Paulo: Cortez, mar.1981, p. 59-76.
_________ Ditadura e Serviço Social. Uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64.São Paulo: Cortez Ed., 1991.
IBGE-PNAD-2018.https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/25700-pnad-continua-2018-10-da-populacao-concentram-43-1-da-massa-de-rendimentos-do-pais. Acesso em 14 de abril de 2020.
CPAC. Cf. www.jornalggm.com.br. Acesso em 20/10/2019.
http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=34784&Itemid=432. Acesso em 23/10/219).
PEREZ, M. C. V. Mesa de depoimentos históricos. In: CFESS. Seminário Nacional do Congresso da Virada. 30 anos. 1979-2009. Brasília: CFESS, 2012, p. 87-90.
QUIROGA, C. (Org.). Compendio sobre la metodología del trabajo social. Buenos Aires: ECRO, 1973a.
QUIROGA, C. (Org.) Compendio sobre la reestructuración de la carrera de trabajo social. Buenos Aires: ECRO, 1973b, p. 25-67
RODRIGUES DA SILVA, L. M. Aproximação do Serviço Social à tradição marxista: caminhos e descaminhos. Tese de doutorado São Paulo: PUC/SP, 1991. 2 v.
SOUZA, L. E. Mesa de depoimentos históricos. In: CFESS. Seminário Nacional do Congresso da Virada. 30 anos. 1979-2009. Brasília: CFESS, 2012, p. 39-46.
Publicado
2020-06-15