Serviço social e políticas urbanas: entre o conservadorismo e a viabilização de direitos sociais

  • Maria de Fátima Cabral Marques Gomes Universidade Federal do Rio de Janeiro
Palavras-chave: serviço social, políticas urbanas, participação social, remoção de favelas.

Resumo

Este artigo problematiza o trabalho do Serviço Social no que tange à participação popular e práticas de remoção de moradores de favelas na atual política urbana. Nossa hipótese é que a despeito de vivermos em uma conjuntura democrática e contarmos com um conjunto de direitos e espaços de participação, assegurados pela Constituição de 1988, o cenário político e econômico contribui de forma decisiva para esvaziar a dimensão política da profissão, verificando-se a instrumentalização da participação e o retorno de práticas conservadoras como a remoção compulsória de moradores de favelas. Resgatamos dados de nossa experiência no Núcleo de Pesquisa e Extensão Favela e Cidadania (FACI-ESS/UFRJ), à luz da literatura recente sobre o tema para problematizar as questões analisadas.

Publicado
2017-03-06