Perfil de mães usuárias de drogas em situação de perda da guarda dos filhos em Vitória / ES

  • Maria Lúcia Teixeira Garcia Universidade Federal do Espírito Santo
  • Leila Marchezi Tavares Menandro Universidade Federal do Espírito Santo
  • Rafaela Soares da Silva Ulian Universidade Federal do Espírito Santo
Palavras-chave: mães, drogas, tratamento.

Resumo

Este artigo visa apresentar o perfil de mães usuárias de álcool e outras drogas que acessaram o Centro de Atenção Psicossocial – álcool e outras drogas (CAPS ad III) do município de Vitória/ES, entre os anos de 2013 e 2014, como uma condição para reaver ou permanecer com a guarda de seus filhos. Utilizou-se abordagem quantitativa, por meio de pesquisa documental nos prontuários desse grupo específico. As variáveis foram dados sociodemográficos, sobre o tratamento e suporte familiar. Trata-se de um grupo jovem, com idades entre 22 e 45 anos, com baixo nível instrucional, inseridas no mercado informal de trabalho, com percurso de consumo de drogas de 15 anos e com prevalência do uso do crack. Elas são acompanhadas por serviços da rede de saúde e assistência do município. No entanto, estar em tratamento não garante a retomada ou a manutenção da guarda dos filhos.

Publicado
2016-08-04