O Protagonismo Sócio-Político da População nos Processos de Avaliação da Política de Assistência Social no Brasil

  • Adriana Amaral Ferreira Alves
Palavras-chave: Assistência Social, Avaliação, Controle Social

Resumo

Tendo por base o materialismo histórico de inspiração marxiana, procurou-seconstruir algumas reflexões sobre a condução teórico-metodológica dos atuaisprocessos de avaliação da Política de Assistência Social no Brasil, no sentido derepensá-los enquanto instrumento propício ao exame da realidade, por considerá-losmeios capazes de subsidiar a luta coletiva pelo redirecionamento ético-político daassistência social. Sob tais perspectivas, a crítica central do estudo volta-se aoseguinte questionamento: a população está politicamente preparada paraprotagonizar criticamente os processos de avaliação da política de assistência socialno Brasil? As problematizações construídas tomaram por base o contexto brasileironeoliberal, em que sobrevivem populações profundamente marcadas pela ausênciade uma educação política crítica, o que alimenta a cultura da não-participação e doconsenso legitimador da dominação burguesa.

Biografia do Autor

Adriana Amaral Ferreira Alves
Doutoranda em Serviço Social UFRJ.
Publicado
2012-10-01