Avaliação do letramento em saúde e conhecimento sobre Terapia Renal Substitutiva de pacientes em um ambulatório multiprofissional de Doença Renal Crônica pré-dialítica

  • Alyne Schreider Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Filomena Maria Kirchmaier Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Luciana Senra de Souza Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Marcus Gomes Bastos Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Juiz de Fora; Fundação Instituto Mineiro de Ensino e Pesquisas em Nefrologia
  • Natalia Maria da Silva Fernandes Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Juiz de Fora; Fundação Instituto Mineiro de Ensino e Pesquisas em Nefrologia
Palavras-chave: Letramento em Saúde, Terapia de Substituição Renal, Diálise Renal, Diálise Peritoneal

Resumo

Introdução: O letramento em saúde (LS) inadequado está associado a morbi-mortalidade em doença renal crônica (DRC). Objetivo: Avaliar o LS e conhecimento sobre terapia renal substitutiva (TRS) de pacientes de um ambulatório multiprofissional de DRC pré-dialítica. Material e Métodos: Estudo transversal no ambulatório HIPERDIA Minas de março a abril/2015. Avaliadas variáveis sóciodemográficas, LS através do SAHLPA 18 (Short Assessment of Health Literacy for Portuguese-Speaking Adults), e aplicado um questionário semiestruturado. As variáveis foram comparadas entre os pacientes que foram separados em dois grupos de acordo com o letramento e as variáveis foram comparadas. Além disto, foi realizada uma análise comparativa entre o estágio da DRC e as respostas ao questionário semiestruturado e o SAHLPA. Ao final, realizamos uma regressão logística, tendo como variável dependente “ter conhecimento sobre TRS”. Resultados: Foram abordados e avaliados 100 pacientes consecutivos, média de idade foi 68,2±10,7 anos. A maioria era homem, branco, apenas ensino fundamental. A categoria da DRC mais frequente foi 3b. 68% apresentaram letramento inadequado. Comparando os dados sócio demográficos e letramento, podemos observar que maior idade, menor escolaridade, menor renda familiar foram estatisticamente significativos para letramento inadequado. Quando perguntados sobre já ter sido informado sobre diálise; 37,7% no estágio 3b, 60,6% no 4 e 66,7% nos 5 disseram que sim; quanto às modalidades de TRS, 68,9% em estágio 3b, 60,6% no 4 e 16,7% no 5 responderam que não sabiam os tipos existentes. A variável relacionada a “ter conhecimento sobre TRS” em um modelo de regressão logística foi apenas idade. Conclusão: Houve um baixo percentual de LS adequado e de conhecimento sobre TRS. A modalidade mais referida foi hemodiálise. Nossos resultados sugerem que estratégias que melhorem o letramento em saúde e forneçam informações adequadas sobre TRS devem fazer parte do atendimento multiprofissional.

Referências

Weiss BD, Mays MZ, Martz W, Castro KM, DeWalt DA, Pinone MP et al. Quick assessment of literacy in primary care: the newest vital sign. Ann Fam Med. 2005; 3:514-22.

World Health Organization. Health Promotion Glossary. Geneva: Switzerland: Division of Health Promotion, Education and Health Promotion Unit (HEP); 1998.

International Society of Nephrology. ISN Global Kidney Health Atlas. [citado em 2020 Apr 20] Disponível em: www.theisn.org/global-atlas.

Kalantar-Zadeh K, Unruh M, Zager PG, Kovesdy CP, Bargman JM, Chen J, Sankarasubbaiyan S et al. Twice-weekly and incremental hemodialysis treatment for initiation of kidney replacement therapy. Am J Kidney Dis. 2014; 64(2):181-6. doi:10.1053/j.ajkd.2014.04.019.

Agência de Vigilância Sanitária (BR). Resolução da Diretoria Colegiada - RDC n. 154, de 15 de junho de 2004. Estabelece o regulamento técnico para o funcionamento dos serviços de diálise. [citado em 2019 Oct 3] 2004. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br.

Carthery-Goulart MT, Anghinah R, Areza-Fegyveres R, Bahia VS, Brucki SMD, Damin A et al. Perfomance of Brazilian population on the test of functional health literacy in adults. Ver Saúde Pública. 2009; 43:631-8.

Kalichman SC, Ramachandran B, Catz S. Adherence to combination antirretroviral therapies in HIV patients of low health literacy. J Gen Intern Med. 1999; 14:267-73.

Tokuda Y, Doba N, Butler JP, Paasche-Orlow MK. Health literacy and physical and psychological welbeing in Japanese adults. Patient Educ Couns. 2009; 75:411-17.

Sudore RL, Yaffe K, Satterfield S, Harris TB, Mehta KM, Somonsick EM, et al. Limeted literacy and a mortality in the elderly: the health, aging, and body study. J Gen Intern Med. 2001; 21:806-12.

Cavanaugh KL, Wingard RL, Hakim RM, eden S, Shintani A, Wallston KA et al. Low literacy associates with increased mortality in ESRD. J Am Soc Nephrol. 2009; 4:195-200.

Finkelstein FO, Story K, Firanek C, Barre P, Takano T, Soroka S et al. Perceived knowledge among patients cared for by nephrologissts about chronic kidney disease and end-stage renal disease therapies. Kidney Int. 2008; 74:1178-84.

Morony S, Flynn M, McCaffery KJ, Jansen J, Webster QC. Readability of written materials for ckd patients: a systematic review. American Journal of Kidney Diseases. 2015; 65(6):842. DOI: 10.1053/j.ajkd.2014.11.025

Sociedade Brasileira de Nefrologia. Censo da SBN 2019. [citado em 2020 Apr 20]. Disponível em: http://www.censo-sbn.org.br/.

Apolinario D, Braga Rde C, Magaldi RM, Busse AL, Campora F, Brucki S et al. Short assessment of health literacy for Portuguese-speaking adults. Rev Saúde Pública. 2012; 46:702-11. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102012000400015

Heras MM. Conceito de diálise peritoneal, fisiologia e anatomia. Um Manual Prático de Diálise Peritoneal. Ed. Atrium Comunicacion Estrategica S.L; 2005.

Ricardo AC, Yang W, Lora CM, Gordon EL, Diamantidis CJ, Ford V et al. Limited health literacy is associated with low glomerular filtration in the chronic renal insufficiency cohort (CRIC) study. Clin Nephrol. 2014; 81(1):30-7. Doi: 10.5414/CN108062.

Fraser SD, Roderick PJ, Casey M, Taal MW, Yuen HM, Nutbeam D. Prevalence and associations of limited health literacy in chronic disease: a systematic review. Nephrology Dialisys Transplantation. 2013; 28(1):129-37.

Luca DG, Oliveira DCL, Guimarães ER, Tamiasso GC, Goulart LBZ, Rosa MLG et al. Evaluation of knowledge of the term "nephrology" in a population sample. Jornal Bras de Nefrol. 2013; 35:107-11.

Devraj R, Borrego M, Vialy AM, Gordon EJ, Pailden J, Horowitz B. Relationship betwenn health literacy and kidney function. Nephrology. 2015; 20(5):360-7.

Huang HC, Wang JY, Chang CC, Chiu PF, Chiang MC, Yang Y. Nonclinical factors associated with treatment with peritoneal dialysis in ESRD patients in Taiwan. Perit Dial Int. 2010; 30(6):638-43. doi: 10.3747/pdi. 2009.00112. Epub 2010 May 6.

Rowlands G, Protheroe J, Winkley J, Richardson M, Seed PT, Rudd R. A mismatch between population health literacy and the complexity of health information: a observational study. Br J Gen Pract. 2015; 65(635):e379-86. doi: 10.3399/bjgp15X685285.

Delphine ST, Elizabeth D, Velasquez ABS, Tanushree B, Neil RP. Assessment of printed patient-educational materials for chronic kidney disease. Am J Nephrol. 2013; 38(3):184-94. doi:10.1159/000354314.

Publicado
2020-08-17
Como Citar
1.
Schreider A, Kirchmaier FM, Senra de Souza L, Gomes Bastos M, Maria da Silva Fernandes N. Avaliação do letramento em saúde e conhecimento sobre Terapia Renal Substitutiva de pacientes em um ambulatório multiprofissional de Doença Renal Crônica pré-dialítica. hu rev [Internet]. 17º de agosto de 2020 [citado 28º de novembro de 2020];460:1-. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/29383
Seção
Artigos Originais