Efeitos da suplementação de ômega 3 na resistência à insulina em mulheres com síndrome do ovário policístico: revisão sistemática

  • Ana Raquel de Araújo Silva Centro Universitário Presidente Antônio Carlos – UNIPAC, Barbacena, Minas Gerais
  • Viviane Silva Dela-Sávia Centro Universitário Presidente Antônio Carlos – UNIPAC, Barbacena, Minas Gerais
  • Nathália Sernizon Guimarães Instituto Federal de Ciência, Tecnologia e Inovação do Sudeste de Minas Gerais, Barbacena, Minas Gerais
  • Gilce Andrezza de Freitas Folly Zocateli Centro Universitário Presidente Antônio Carlos – UNIPAC, Barbacena, Minas Gerais
Palavras-chave: Síndrome do ovário policístico, Ácidos graxos ômega-3, Resistência à insulina, Alimento funcional

Resumo

Introdução: A síndrome do ovário policístico (SOP) é uma disfunção hormonal que acomete mulheres em idade reprodutiva podendo causar infertilidade, alterações no ciclo menstrual, hirsutismo, presença de cistos nos ovários, amenorreia e distúrbios metabólicos. Dentre as alterações metabólicas resistência à insulina (RI) está presente em 70,5% das brasileiras com SOP. Objetivo: Revisar sistematicamente a literatura para descrever os efeitos da suplementação de ômega-3 na RI em mulheres com SOP. Materiais e métodos: As buscas pela informação foram realizadas na base de dados PubMed e LILACS utilizando os descritores "síndrome do ovário policístico"; "ácidos graxos ômega-3" e "resistência à insulina", em português e inglês. Resultados: Foram encontrados sessenta estudos e após o crivo metodológico seis foram selecionados para compor esta revisão. Ao total dos ensaios clínicos incluídos nesta revisão, 326 mulheres com faixa etária correspondente a 18-45 anos foram avaliadas com variações de índice de massa corporal entre 25 e 45 kg/m2. A variação de tempo de acompanhamento entre os estudos foi de 2 a 6 meses. Discussão: Em todos os estudos incluídos nesta revisão, a homeostase da glicose sérica foi avaliada pelo índice HOMA. Apenas 1 estudo avaliou o índice quantitativo de verificação da sensibilidade à insulina (QUICK1); 2 estudos avaliaram hemoglobina glicada e índice de sensibilidade à insulina (ISI de Matsuda). A avaliação da insulinemia de jejum foi realizada em 4 estudos. Metade dos estudos incluídos suplementou os pacientes com 1.000 mg de ômega-3 ao dia, enquanto 25% dos estudos utilizou a dosagem de 2000 mg/dia 25% utilizou 4000 mg/dia. A maioria das pesquisas encontradas (67%) descreveu efeito positivo entre a suplementação de ômega-3 e melhora da RI de mulheres com SOP, utilizando os diferentes métodos de dosagem da homeostase da glicose sérica. Conclusão: Conclui-se que o consumo de ômega-3 pode ter efeito positivo sobre a RI.

Referências

Mohammadi E, Rafraf M, Farzadi L, Jafarabadi A, Sabour S. Effects of omega−3 fatty acids supplementation on serum adiponectin levels and some metabolic risk factors in women with polycystic ovary syndrome. Asia Pac J Clin Nutr. 2012; 21(4):5118.

Rafraf M, Mohammadi E, Jafarabadi A, Farzad L. Omega-3 fatty acids improve glucose metabolism without effects on obesity values and serum visfatin levels in women with polycystic ovary syndrome. J Am Coll Nutr. 2012; 31(5):361-8.

Silva RC, Pardini DP, Kater CE. Síndrome dos ovários policísticos, síndrome metabólica, risco cardiovascular e o papel dos agentes sensibilizadores da insulina. Arq Bras Endocrinol Metab. 2006; 50(2):281-90.

Pereira JM, Silva VO, Cavalcanti DSP. Síndrome do ovário policístico: terapia medicamentosa com metformina e anticoncepcionais orais. Rev Acad do Inst de Ciências da Saúde. 2015; 1(1):26-37.

Pontes AG, Rehme MFB, Martins AMVC et al. Resistência à insulina em mulheres com síndrome dos ovários policísticos: relação com as variáveis antropométricas e bioquímicas. Rev Bras Ginecol Obstet. 2012; 34(2):74-9.

Pontes A, Filho BSA. Síndrome dos ovários policísticos diagnóstico, tratamento e repercussões ao longo da vida [Tese de mestrado]. Botucatu: Universidade Federal Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu; 2016; 1-32.

Vaz DSS, Guerra FMRM, Gomes CF, Simão ANC, Junior JM. A importância do ômega 3 para a saúde humana: um estudo de revisão. Rev Uningá Review. 2014; 20(2):48-54.

Amini M, Bahmani F, Foroozanfard F et al. The effects of fish oil omega-3 fatty acid supplementation on mental health parameters and metabolic status of patients with polycystic ovary syndrome: a randomized, double-blind, placebo-controlled trial. J Psychosom Obstet Gynecol. 2018; 1-9.

Karakas SE, Perroud B, Kind T, Palazoglu M, Fiehn O. Changes in plasma metabolites and glucose homeostasis during omega-3 polyunsaturated fatty acid supplementation in women with polycystic ovary syndrome. BBA Clinical. 2016; 179-85.

Oner G, Muderris II. Efficacy of ômega-3 in the treatment of polycystic ovary syndrome. J Obstet Gynaecol. 2013; 33:289-91.

Vargas ML, Almario RU, Buchan W, Kim K, Karakas SE. Metabolic and endocrine effects of long-chain versus essential omega-3 polyunsaturated fatty acids in polycystic ovary syndrome. Metab Clin Exp. 2011; 60:1711-8.

Sociedade Brasileira de Diabetes. Diretrizes Sociedade Brasileira de Diabetes 2017-2018. São Paulo: Editora Clannad; 2017.

Sadeghi A, Djafarian K, Mohammadi H, Shad-Bidar S. Effect of omega-3 fatty acids supplementation on insulin resistance in women with polycystic ovary syndrome: meta-analysis of randomized controlled trials. Diabetes Metab Syndr. 2016; 1-14.

Yang K, Zeng L, Bao T, Ge J. Effectiveness of omega-3 fatty acid for polycystic ovary syndrome: a systematic review and meta-analysis. Reprod Biol Endocrin. 2018; 16(27):1-13.

Laboratório Hermes Pardini. Medicina, saúde e bem-estar. Disponível em: <https://www3.hermespardini.com.br/pagina/1959/home.aspx>. Acessado em dezembro de 2018.

Netto AP, Andriolo A, Filho FF et al. Atualização sobre hemoglobina glicada (HbA1C) para avaliação do controle glicêmico e para o diagnóstico do diabetes: aspectos clínicos e laboratoriais. J Bras Patol Med Lab. 2009; 45(1):31-48.

Gonçalves MM, Fonseca HP, Fukunaga T, Aldrighi JM. Interferência dos hábitos nutricionais no perfil metabólico de mulheres com síndrome dos ovários policísticos. Arq Med Hosp Fac Cienc Med Santa Casa São Paulo. 2018; 63(1):6-11.

Geloneze B, Tambascia MA. Avaliação laboratorial e diagnóstico da resistência insulínica. Arq Bras Endocrinol Metab. 2006; 50(2):208-15.

Lalia AZ, Lanza IR. Insulin-sensitizing effects of omega-3 fatty acids: lost in translation? Rev Nutrients. 2016; 8(329):1-24.

Publicado
2019-11-07
Como Citar
de Araújo Silva, A. R., Silva Dela-Sávia, V., Sernizon Guimarães, N., & Andrezza de Freitas Folly Zocateli, G. (2019). Efeitos da suplementação de ômega 3 na resistência à insulina em mulheres com síndrome do ovário policístico: revisão sistemática. HU Revista, 45(2), 195-202. https://doi.org/10.34019/1982-8047.2019.v45.26405
Seção
Artigos de Revisão Sistemática