Perfil clínico, nutricional e dietético de pacientes hospitalizados

Autores

  • Francielle Dias Carvalho Faculdade de Nutrição, Centro Universitário Presidente Antônio Carlos, Barbacena https://orcid.org/0000-0001-8994-5446
  • Luana Aparecida da Costa Melo Faculdade de Nutrição, Centro Universitário Presidente Antônio Carlos, Barbacena https://orcid.org/0000-0002-0370-6434
  • Elisa Mendonça Grossi Faculdade de Nutrição, Centro Universitário Presidente Antônio Carlos, Barbacena https://orcid.org/0000-0002-8793-6463
  • Lívia Botelho da Silva Sarkis Faculdade de Nutrição, Centro Universitário Presidente Antônio Carlos, Barbacena
  • Gilce Andrezza de Freitas Folly Zocateli Faculdade de Nutrição, Centro Universitário Presidente Antônio Carlos, Barbacena https://orcid.org/0000-0002-2261-0374

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-8047.2021.v47.33898

Palavras-chave:

Triagem, Terapia Nutricional, Desnutrição, Suplementos Nutricionais, Hospitalização

Resumo

Introdução: A prevalência de desnutrição hospitalar está aumentando em pacientes hospitalizados, sendo que na maioria das vezes já se encontram desnutridos no momento da admissão. Recomenda-se o uso da triagem nutricional, a fim de diagnosticar os pacientes em risco nutricional que, seguidamente, serão sujeitos a uma avaliação nutricional detalhada, adequando seu aporte calórico, ingestão de nutrientes e suplementação oral necessária. Objetivo: Avaliar o perfil clínico, nutricional e dietético dos pacientes hospitalizados, bem como relacionar com dados sociodemográficos e clínicos. Materiais e Métodos: Estudo clínico, retrospectivo observacional, com revisão de protocolos semiestruturados utilizados pelo Serviço de Nutrição ao atendimento nutricional dos pacientes internados em um hospital particular de Juiz de Fora. A análise estatística foi realizada por meio do Software SPSS Statistics 21.0. Resultados: Foram analisados 759 prontuários, sendo 58,1% do sexo feminino com média de idade de 55,09±22,95 anos. Constatou-se que 44,3% dos pacientes apresentavam risco nutricional na admissão. Em relação as patologias, as de etiologia cardiológica foram de maior prevalência na internação (22,1%). Em se tratando de prescrição médica dietética, 75,9% tiveram alteração após a avaliação nutricional. Com relação à evolução dos pacientes, 68,1% permaneceram internados após o período observacional. Conclusão: Maior prevalência das internações do sexo feminino, quase metade dos pacientes apresentaram risco nutricional na admissão, independente do sexo e idade. Mais de 70% dos pacientes tiveram alteração da prescrição médica dietética pelo nutricionista, ressaltando a importância de uma intervenção e acompanhamento nutricional, visto que favorece o estado nutricional do paciente.

Referências

Oliveira TC, Albuquerque IZ, Stringhini MLF, Mortoza AS, Morais BA. Estado nutricional de crianças e adolescentes hospitalizados: comparação entre duas ferramentas de avaliação nutricional com parâmetros antropométricos. Rev Paul Pediatr. 2017; 35(3):273-80.

Osta NE, Arab HE, Saad H, Khabbaz LR, Fakhouri J, Papazian T, Osta LE. Assessment of nutritional status of older patients attending a tertiary hospital in Middle Eastern country. Clinical Nutrition ESPEN. 2019;(33):105-10.

Santos, AAR, Campos FLB, Sousa RML, Veloso HJF, Chein MBC. Scored patient-generated Subjective Global Assessment: length of hospital stay and mortality in câncer patients. Rev Nutr. 2017; 30(5):545-53.

Roediger MA, Marucci MFN, Latorre MRDO, Hearst N, Oliveira CM, Duarte YAO. Validation, reliability and operational equivalency of the nutritional screening method “Determine The Nutritional Health Of The Elderly”. Rev Bras Geriatra Gerontol. 2018; 21(3):272-82.

Toledo DO, Piovacari SMF, Horie LM, Matos LBN, Castro MG, Ceniccola GD et al. Campanha “Diga não à desnutrição”: 11 passos importantes para combater a desnutrição hospitalar. BRASPEN J. 2018; 33(1):86-100.

Danis K, Kline M, Munson M, Nickleach J, Hardik H, Valladares AF et al. Identifying and managing malnourished hospitalized patients utilizing the malnutrition quality improvement initiative: the UPMC Experience. J Acad Nutr Diet. 2019; 119(9S2):40-3.

Zhang XY, Zhang XL, Zhu YX, Tao J, Zhang Z, Zhang Y et al. Low calf circumference predicts nutritional risks in hospitalized patients aged more than 80 years. Biomed Environm Scienc. 2019; 32(8):571-7.

Costa C, Matos C, Cândido C, Gaspar E. Avaliação do risco nutricional e caracterização do estado nutricional de crianças internadas. Acta Port Nutr. 2017; 10:18-22.

Nascimento T, Moreira DF, Carvalho RCR, Pereira EAA, Vilela BS. Aceitabilidade das dietas orais de um hospital do Sul de Minas. Rev UIIPS. 2017; 5(5):141-8.

Navarro DA, Boaz M, Krause I, Elis A, Chernov K, Giabra M et al. Improved meal presentation increases food intake and decreases readmission rate in hospitalized patients. Clin Nutr. 2016; 35(5):1153-8.

Dixon J, Channell W, Arkley J, Eardley W. Nutrition in hip fracture units: contemporary practices in preoperative supplementation. Geriatr Orthop Surg Rehabil. 2019; 10:1-5.

Mahan LK, Raymond JL. Krause: alimentos, nutrição e dietoterapia. 14. ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2018.

Volpato S, Custureri R, Puntoni M et al. Effects of oral amino acid supplementation on Multidimensional Prognostic Index in hospitalized older patients: a multicenter randomized, double-blind, placebo-controlled pilot study. Clin Interv Aging. 2018; 13:633-40. doi:10.2147/CIA.S154998.

Lipschitz DA. Screening for nutritional status in the elderly. Prim Care. 1994; 21:55-67.

Lucena AM, Santos CT, Pereira AGS, Almeida MA, Dias VLM, Friedrich MA. Perfil clínico e diagnósticos de enfermagem de pacientes em risco para úlcera por pressão. Rev Latino-Am Enfermagem. 2011; 19(3):[08 telas].

Oliveira JG, Damasceno KG, Souza LP, Lima MG. Perfil clínico epidemiológico e os principais rótulos diagnósticos de enfermagem aos pacientes internados com acidente vascular cerebral em um hospital de grande porte na região sul da Amazônia legal. Revista Amazônia Science & Health. 2016; 4(3);3-11.

Sousa JCS, Oliveira CM, Araújo ASM, Santos RD, Silva DCP, Fernandes LL et al. Avaliação do estado nutricional de pacientes hospitalizados: uso de métodos convencionais e não convencionais. Demetra; 2018; 13(1):195-208.

Ferreira; Szwarcwald; Damacena. Prevalência e fatores associados da obesidade na população brasileira: estudo com dados aferidos da Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Ver Bras Epidemiol. 2019; 22:e190024.

Correia MITD, Perman MI, Waitzberg DL. Desnutrição hospitalar na América Latina: uma revisão sistemática. Clin Nutr. 2016; 36(4):958-67.

Leandro-Merhi VA, Costa CL, Saragiotto L, Aquino JLB. Nutritional indicators of malnutrition in hospitalized patients. Arq Gastroenterol. 2019; 56(4):447-50.

World Health Organization. Global status report on non communicable diseases 2010. Geneva: World Health Organization; 2011.

Pedroso CGT, Sousa AA, Salles RK. Cuidado nutricional hospitalar: percepção de nutricionistas para atendimento humanizado. Ciênc Saúde Coletiva. 2011; 16(Suppl 1):1155-62.

Ballesteros-Pomar MD, Martínez LD, Goates S, Sanz Barriuso R, Sanz-Paris A. Cost-effectiveness of a specialized oral nutritional supplementation for malnourished older adult patients in Spain. Nutrients. 2018; 10:246.

Downloads

Publicado

2021-08-10

Como Citar

1.
Dias Carvalho F, Aparecida da Costa Melo L, Mendonça Grossi E, Botelho da Silva Sarkis L, Andrezza de Freitas Folly Zocateli G. Perfil clínico, nutricional e dietético de pacientes hospitalizados. hu rev [Internet]. 10º de agosto de 2021 [citado 17º de setembro de 2021];47:1-6. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/33898

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)