Sexualidades múltiplas:

uma análise das incertezas e conflito entre pessoas poliamorosas em relações heterossexuais

Autores

  • Maria Silvério ISCTE-IUL

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar como pessoas que mantêm relações poliamorosas heterossexuais lidam
com sua sexualidade em termos de orientação e identidade, além de perceber transformações, ressignifica
ções e convergências entre a sexualidade hegemônica e outras marginalizadas. As análises são baseadas em
entrevistas em profundidade realizadas em Belo Horizonte com oito mulheres e seis homens cisgênero. O
poliamor se fundamenta na possibilidade de estabelecer múltiplos relacionamentos afetivo-sexuais ao mes
mo tempo com o consentimento de todas as pessoas envolvidas. Observa-se que as pessoas entrevistadas
questionam e recusam noções fixas, incorporando em seus debates a crítica queer de que tais atributos são
mutáveis, fluidos e dinâmicos. No caso das mulheres, uma simples curiosidade em se envolver com outra mu
lher pode ser suficiente para elas subverterem ou renegarem a heterossexualidade, apesar da predominância
de relacionamentos com homens. Já entre eles, a possibilidade da não-heterossexualidade causa muito mais
resistência e conflitos para a construção da própria identidade, orientação e desejos sexuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-22