JEFFREY C. ALEXANDER - Intelectuais dramáticos: elementos de performance

  • Felipe Maia PPGCSO/ UFJF

Resumo

Desafiando abordagens reducionistas que enfatizam as assim chamadas origens sociais de suas ideias – a abordagem da sociologia DA cultura – esse ensaio propõe uma abordagem da sociologia cultural que põe à frente e no centro a busca por significado. Intelectuais codificam seus tempos em termos de bem-sagrado e mal-profano, eles fornecem narrativas de salvação por meio da temporalização do bem e do mal como protagonistas em uma grande história de transformação social. No universo de intelectuais significativos, todavia, encontra-se apenas um pequeno grupo cujas ideias de fato foram utilizadas para fazer coisas acontecerem no mundo social. Para conceitualizar esse processo, a teoria da pragmática cultural deve ser posta em cena: Ideias devem ser socialmente performadas por grupos portadores com acesso aos meios de produção simbólica em configurações sociais propícias, vis-a-vis audiências potencialmente receptivas. Após levar em consideração Marx, Freud, Keynes e Sartre, esse debate é devotado aos estudos de caso deAyn Rand e Frantz Fanon.

Publicado
2020-01-17