Dallying with danger, transcending the Rubicon

metal extremo, religião, o inefável e o indizível

Autores

  • Youssef Alvarenga Cherem Universidade Federal de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.34019/2236-6296.2023.v26.39031

Resumo

O gênero musical designado de “metal”, ao contrário da maioria dos gêneros da música popular, enfatiza os fenômenos religiosos em seu discurso. A controvérsia, a oposição e a transgressão de normas sociais são elementos indissociáveis de sua narrativa desde os primórdios. Apesar de sua história relativamente longa, até recentemente havia recebido pouca atenção das ciências sociais. Neste trabalho analisaremos o contexto simbólico de músicas dos subgêneros thrash, death e black metal que tratam de um tema pouco comum: o islamismo. Argumentamos que, através de uma atitude específica em relação à autonomia do campo artístico, as críticas profundas e mordazes às estruturas sociais, políticas e religiosas refletem o discurso público, transformando-se em um caso emblemático para várias tensões culturais na sociedade contemporânea, convergindo contra expectativas culturais contemporâneas tanto da esquerda quanto da direita.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Youssef Alvarenga Cherem, Universidade Federal de São Paulo

Professor do Departamento de História da Arte, Universidade Federal de São Paulo

Downloads

Publicado

2023-08-29

Como Citar

CHEREM, Y. A. Dallying with danger, transcending the Rubicon: metal extremo, religião, o inefável e o indizível . Numen, [S. l.], v. 26, n. 1, 2023. DOI: 10.34019/2236-6296.2023.v26.39031. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/numen/article/view/39031. Acesso em: 25 jun. 2024.

Edição

Seção

Seção temática: Religião & Música