Reflexões acerca do transe religioso e sua relação com as religiões afro-brasileiras

  • Ernani Francisco dos Santos Neto

Resumo

O transe religioso como objeto de pesquisa científica adquiriu com o passar dos tempos várias perspectivas, desde à visão de práticas selvagens primitivas, à demonização pela instituição religiosa, bem como a sua patologização pelo campo das ciências psiquiátricas e psicológicas; tornando-se o objeto de uma variada literatura que se estende por mais de um século. O transe passou a ser visto no contexto brasileiro como traço central das religiosidades afro-brasileiras, e por ser um fenômeno tão complexo tem fascinado os antropólogos e estudiosos da religião em todo mundo. O presente artigo tem por finalidade refletir sobre transe religioso e sua relação com as religiões afro-brasileiras, trata-se de uma reflexão acerca do transe religioso tendo como referenciais artigos científicos e textos que versam sobre o tema. Também foram anexados dois relatos de filhas-de-santo com o intuito de maximizar o estudo. Esta pesquisa nos leva a afirmar que o transe é visto como uma prática comum em muitas sociedades e percebido como um elemento fundante para as cosmovisões afro-brasileiras. O estudo aponta algumas perspectivas dominantes de análise entre elas as perspectivas biológicas, sociais e fenomenológicas.

Publicado
2020-02-11
Seção
Religiões Africanas e Afrodiaspóricas