A religião e a política no pensamento de Rubem Alves: as elaborações do jovem teólogo

  • Antonio Vidal Nunes

Resumo

Tendo como base estudos sobre as obras de Rubem Alves, sem incorrer em exageros,poderíamos afirmar que a relação entre religião e política perpassa toda caminhada intelectual do autor, em variados momentos de seu itinerário reflexivo. Certamente que cada um deles foi sendo explicitado a partir de postulados e interlocuções diferentes, no processo mesmo de amadurecimento da produção intelectual de Alves. Forçado pelas circunstâncias existenciais e sociais das quais foi partícipe, é nítido que sua trajetória foi marcada por uma ressignificação constante no perceber e expressar a vida e o mundo,mediante as múltiplas linguagens a que ele recorre.Já no início da década de 1960, opensadorinicia suas primeiras manifestações escritas na condição de um jovem teólogo recém-saído de um curso de teologia. Alvespretendia desenvolver, sob a influência de Richard Shaull e de outros pensadores de tradição protestante, justificativas teológicas que contribuíssem para promover a participação dos cristãos na vida da sociedade brasileira,em um contexto de grande efervescência cultural, política e social.

Publicado
2020-04-18
Seção
Rubem Alves - Repensando o Sagrado