“A Bandeira Nacional”: vestígios de cooperação evangélica na propaganda nacionalista das ditaduras no Brasil

  • Priscila Vieira-Souza

Resumo

O Centro Audio Visual Evangélico – CAVE – foi uma agência interdenominacional de produção de mídia que funcionou no Brasil durante os anos de 1951 a 1971. A comunicação objetiva explorar analiticamente o produto caveano A Bandeira Nacional, composto por áudio (LP) e um conjunto de imagens encontradas nos arquivos do CAVE. A análise, de inspiração genealógica e fundamentação histórico-contextual apresenta nuances da historiografia do CAVE, com ênfase em seus anos finais – momento de produção de A Bandeira Nacional. Duas questões – que se sobrepõem no objeto analisado – motivam o desenvolvimento do texto. A primeira é sobre os motivos de encerramento do CAVE e sua relação com a Bandeira Nacional. Nesse aspecto, a análise indica a confirmação da produção de propaganda nacionalista nos estúdios do CAVE – hipótese anteriormente registrada, mas até então sem nenhuma evidência. A segunda é sobre a participação político-midiática dos evangélicos no espaço públicos nacional.A análise da historiografia e produtos do CAVE revela-se como subsídiopara compreender a trajetória do intercâmbio político-evangélico no país e o híbrido moral-político-religioso.

Publicado
2020-04-18