Igreja Católica e Homossexualidade: conflitos e perspectivas

Autores

  • Maria Cristina Leite Peixoto Universidade FUMEC

DOI:

https://doi.org/10.34019/2236-6296.2020.v23.22145

Resumo

Em tempos de profundas mudanças no campo religioso mundial, cada vez mais diversificado e tendente à destradicionalização, a Igreja Católica vem procurando minimizar as perdas sofridas e resgatar parte do seu prestígio e poder de atração sobre os fiéis contemporâneos. No entanto, no que tange à moral sexual tem se mostrado reticente em termos do estabelecimento de conexões com os propósitos de renovação e adequação aos “novos” tempos, anunciados desde o Concílio Vaticano II[1]. Esse texto reflete sobre as mudanças e resistências da Igreja, particularmente em termos da moral sexual, da homossexualidade e de iniciativas em prol da liberdade e autonomia nesse campo por parte dos fieis de hoje, tendo como referência a documentação oficial da Igreja.

 

Palavras – chave: Pastoral da Diversidade. Homossexualidade. Catolicismo.


 

Biografia do Autor

Maria Cristina Leite Peixoto, Universidade FUMEC

Doutora em Sociologia, professora do mestrado em Estudos Culturais Contemporãneos e dos cursos de Jornalismo e Publicidade. Pesquisa mídia, religião, sociedade e cultura contemporâneas.

Downloads

Publicado

2021-01-15