Uma breve história da cultura visual adventista nos anos 1830 a 1860: o uso de imagens religiosas por um movimento de orientação textocentrada

  • Allan Macedo de Novaes Centro Universitário Adventista de São Paulo
Palavras-chave: Cultura Visual, Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Resumo

O presente artigo apresenta um breve relato histórico e bibliográfico sobre o desenvolvimento de uma cultura visual adventista entre os anos 1830 a 1860 sob a perspectiva da influência exercida pela orientação textocentrada do movimento. Para tanto, fala-se da cultura das publicações impressas e de produções visuais do milerismo, movimento de reavivamento norte-americano do século 19 que pregava a volta de Jesus em 1843-1844, contexto do qual o adventismo emergiu. Depois, o texto se concentra em descrever uma breve história da cultura visual milerita e adventista, suas características e a influência da orientação textocentrada na produção de diagramas ilustrados que, na tradição milerita-adventista, eram um sofisticado esquema de texto-imagem de narrativa linear.

Biografia do Autor

Allan Macedo de Novaes, Centro Universitário Adventista de São Paulo
Possui graduação em Jornalismo (2004) e em Teologia (2010) pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo, mestrado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (2008) e doutorado com bolsa Capes em Ciência da Religião pela PUC-SP, com doutorado sanduíche Capes na Andrews University (EUA). Foi pesquisador-visitante no programa de Teologia da University of Notre Dame (EUA). Atua como professor na área de teologia e educação religiosa para cursos de graduação e pós-graduação no Centro Universitário Adventista de São Paulo desde 2005 e é professor dos cursos de Teologia, Jornalismo e Comunicação Social da mesma instituição. Suas áreas de interesse de pesquisa são: estudos adventistas, mídia e religião, religião e cultura pop, e estudos da juventude.
Publicado
2019-02-06
Seção
Seção Temática: Cultura Visual e Religião