Vestígios do Sagrado na Pós-modernidade

Autores

  • Cleide Maria de Oliveira UFJF

Resumo

O presente artigo se propõe a refletir sobre formas de presentificação do sentimento religioso na sociedade pós-moderna, entendendo-se religiosidade como a capacidade de percepção de uma dimensão sacra do mundo, percepção que não se limita ao âmbito institucional, devocional e/ou normativo, mas abrange uma série de experiências-limites (místicas-religiosas, estéticas, erótico-amorosas) onde se deseja, em palavras de George Bataille, ‘pôr o ser em questão’. A partir de uma discussão sobre a relação entre construção de realidade, mito e linguagem, formulamos a hipótese de que a poesia, na sociedade a nós contemporânea, tenha se tornado um último reduto onde a linguagem encontra suas fontes ‘míticas’, tanto para o des-velamento de realidades plenas de potência e vigor quanto para o encontro com as forças anímicas do sagrado.

Biografia do Autor

Cleide Maria de Oliveira, UFJF

s

Downloads

Publicado

2011-01-31

Edição

Seção

Artigos