Os designs de têxteis das vanguardas modernistas

entre o objeto artístico e o objeto histórico

  • Rui Gonçalves de Souza

Resumo

Este artigo é uma avaliação da forma como a produção de têxteis das
vanguardas modernistas tem chegado ao conhecimento do grande público através
de exibições em museus de arte. Ao mesmo tempo, questiona a simplificação
estética como procedimento destas mostras, que deixam de apresentar questões
esclarecedoras sobre esta produção plástica, e assim, perde a oportunidade
de produzir conhecimento. Considero que esta produção é uma espécie de
representação da atuação dos artistas que atuavam também como designers, em
uma época que as fronteiras da arte estavam sendo questionadas, oportunidade
que levaram para suas expressões plásticas objetos com fins utilitários, tratados ao
mesmo tempo, como design e como arte e utilizaram da máquina para produzir uma
arte reprodutiva.

Publicado
2020-09-10
Seção
Dossiê: O Desenho em Perspectiva