“Fazer filmes políticos politicamente” na França do pós-1968

Slon e Iskra,coletivos militantes

  • Catherine Roudé
Palavras-chave: Slon/Iskra, Política, Cinema militante

Resumo

O artigo apresenta uma análise sobre o início das atividades do coletivo de produção cinematográfica Slon/Iskra, criado em fins dos anos 1960 no auge dos movimentos de contestação política na França. Tendo como base material de sua pesquisa de doutorado, defendido junto a Universidade Paris I, a autora traça um breve panorama das relações de produção do movimento de caráter eminentemente militante que contou com a participação de técnicos de cinema, operários e cineastas franceses.

Publicado
2019-09-13
Seção
DOSSIÊ – Arte e Política