Mais do que apenas dedos rápidos: narrativas e experiências de performances em League of Legends

Autores

  • Tarcízio Macedo Universidade Federal do Pará (UFPA) http://orcid.org/0000-0003-3600-1497
  • Manuela do Corral Vieira Universidade Federal do Pará (UFPA)

DOI:

https://doi.org/10.34019/1981-4070.2017.v11.21376

Palavras-chave:

entretenimento digital, performance, mecânica, metagame, League of Legends

Resumo

Este artigo procura discutir sobre uma performance de alto rendimento no jogo on-line League of Legends (LoL), cujo objetivo é compreender como a busca pela perícia ocorre entre os sujeitos-jogadores. Para tanto, o artigo concentra-se na discussão de um modelo binário composto pela mecânica e metagame no processo de especialização/aprendizado de uma experiência de cunho tanto operacional quanto social, passando pela repetição e a procura por padrões por parte dos jogadores. Para alcançar este objetivo, a proposta é formada de um processo articulado que possui nos elementos “jogo” e “jogadores” sua manifestação central para constituição da esfera empírica de investigação, a partir de um olhar baseado nos estudos da comunicação, performance studies e game studies. Nessa perspectiva, à guisa do método etnográfico, são apresentadas narrativas e experiências de performances em LoL por jogadores das cidades de Belém (PA), Diadema (SP) e Osasco (SP). Os resultados apontam para as diversas capacidades que os aspectos sociais, para além do jogo, têm de incutir nas dinâmicas das narrativas e dos estudos das experiências, das perícias e das performances em LoL.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tarcízio Macedo, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Mestrando em Ciências da Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação Comunicação, Cultura e Amazônia da Universidade Federal do Pará (UFPA), com bolsa CAPES, na linha de pesquisa Mídia e Comunicação na Amazônia. Co-coordenador do Laboratório de Pesquisa em Espetáculo e Comunicação na Amazônia (CNPq/UFPA) e integrante do Diretório CNPq nos Grupos de Pesquisa "Interações e Tecnologias na Amazônia" (ITA/UFPA/Unama) e "Comunicação, Consumo e Identidade" (UFPA-CNPq). Foi pesquisador visitante no PósCom/UFBA e no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Jogos Digitais/UNEB.

Manuela do Corral Vieira, Universidade Federal do Pará (UFPA)

Doutora em Antropologia pela Universidade Federal do Pará (PPGA-UFPA), mestre em Marketing pela Universidad Autónoma de Madrid e professora adjunta da Faculdade de Comunicação (Facom) e do Programa de Pós-Graduação Comunicação, Cultura e Amazônia (PPGCom) da UFPA. Líder do Grupo de Pesquisa "Comunicação, Consumo e Identidade" (UFPA-CNPq).

Referências

AARSETH, Espen. O Jogo da Investigação: abordagens metodológicas à análise de jogos. Caleidoscópio, n. 4, 2003, p. 9-23.
AARSETH, Espen.Cybertext: Perspectives on Ergodic Literature. London/Baltimore: The Johns Hopkins University Press, 1997.
DONALDSON, Scott. Mechanics and Metagame: Exploring Binary Expertise inLeague of Legends. Games and Culture, online first, 2015, p. 1-19.
FALCÃO, Thiago. Não humanos em Jogo. Agência e Prescrição em World of Warcraft. Tese (Doutorado em Comunicação e Cultura Contemporâneas). Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2014.
JAKOBSSON, Peter; PARGMAN, Daniel; RAMBUSCH, Jana. Exploring E-sports: a case study of gameplay in counter-strike. In: Proceedings of DiGRA International Conference, 2007, Tokyo. Annual International Conference of DiGRA, 2007, v. 4, p. 157-164.
LOWOOD, Henry. High-performance play: The making of machinima. Journal of Media Practice, v. 7, n. 1, 2006, p. 25-42.
MACEDO; Tarcízio; AMARAL FILHO, Otacílio. Dos rios à tela de cristal líquido: o retorno do mito e a arquitetura da cultura convergente em League of Legends. Revista Fronteiras: estudos midiáticos, São Leopoldo, v. 17, n. 2, p. 231-247, maio/ago. 2015. Doi: http://dx.doi.org/10.4013/fem.2015.172.10
NEUENSCHWANDER, Bryn. Playing by the rules: Instruction and acculturation in role-playing games. E-Learning and Digital Media, v. 5, n. 2, 2008, p.189-198.
NITSCHE, Michael. Performance. In: The Routledge Companion of Video Game Studies. WOLF, Mark; PERRON, Bernard. (Ed.). New York: Routledge, 2014, p. 388-396.
PRZYBYLSKI, Andrew; RIGBY, Scott; RYAN, Richard. A motivational model of video game engagement. Review of General Psychology, v. 14, n. 2, 2010, p. 154–166.
SALEN, Katie; ZIMMERMAN, Eric. Rules of Play: Game Design Fundamentals. Cambridge/MA: MIT Press, 2003.
SCHECHNER, Richard. Performance studies: an introduction. 3 ed. New York: Routledge, 2013.
TAYLOR, T.Raising the Stakes: E-Sports and the Professionalization of Computer Gaming. Cambridge/MA: MIT Press, 2012.
TAYLOR, T. Internet and Games. In: CONSALVO, Mia; ESS, Charles. (Ed.). The Handbook of Internet Studies. UK: John Wiley and Sons, 2011, p. 369-383.
THOMAZ, Felippe; CARDOSO FILHO, Jorge. Playful Experiments: Conditions of “An Experience” in Touchscreen Games by a Non-Hermeneutic Perspective. In: VALENTINE, Keri; JENSEN, Lucas (Ed.). Examining the Evolution of Gaming and Its Impact on Social, Cultural, and Political Perspectives. Hershey/Pennsylvania: IGI Global, 2016, p. 343-363.
THORHAUGE, Anne. The Rules of the Game – The Rules of the Player. Games and Culture, v. 8, n. 6, 2013, p. 371 -391.

Downloads

Publicado

2017-04-30

Como Citar

MACEDO, T.; VIEIRA, M. do C. Mais do que apenas dedos rápidos: narrativas e experiências de performances em League of Legends. Lumina, [S. l.], v. 11, n. 1, 2017. DOI: 10.34019/1981-4070.2017.v11.21376. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/21376. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Dossiê: Entretenimento Digital: Meios e Processos do Lúdico na Cultura Contemporânea