Relações de gênero nas famílias inseridas no Programa Nacional de Produção de Biodiesel na Região Nordeste do Brasil

  • Haudrey Germiniani Calvelli Universidade Federal de Viçosa
  • Maria das Dores Saraiva de Loreto Universidade Federal de Viçosa
  • Érika Cristine Silva Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: cotidiano, gênero, agricultura familiar, política pública.

Resumo

O estudo em questão objetivou examinar as formas de manifestação das relações de gênero nas famílias produtoras de mamona na Região Nordeste do país, inseridas no Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB), considerando a realidade cotidiana vivenciada pelas mulheres, em termos das atividades realizadas. A partir de uma perspectiva de gênero, foram realizadas entrevistas narrativas e observação participante. Conclui-se que a lógica do PNPB apresenta uma postura neutra em relação à perspectiva de gênero, com limitada inserção da agricultura, onde as desigualdades de gênero são ainda mais visíveis, fazendo-se necessário “desnaturalizar” os modelos tradicionais de relações de trabalho das famílias rurais, que demarcam lugares antagônicos e segregados para homens e mulheres nos processos produtivos e decisórios.

Publicado
2017-02-15