Acesso, Permanência e Política de Ação Afirmativa para Negros na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) na Visão dos Gestores / Access, Retention and Affirmative Action Policy for Blacks at Federal University of Rio de Janeiro in The Managers Point of View

  • Ricardo de Souza Janoario
Palavras-chave: Ação Armativa. Racismo. Acesso e Permanência. Ensino Superior.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar o processo de  implementação das políticas de ação armativa para negros(as) na  Universidade Federal do Rio de Janeiro. Nesse contexto, levantamos  algumas questões: Qual a relação entre as políticas de ação armativa e a  proposta de acesso e permanência de alunos(as) negros(as) na UFRJ?  Quais as reexões e propostas de acesso e permanência, para negros(as),  apontadas pelos gestores entrevistados? Para o estudo, optamos por um  Estudo de Caso, de caráter qualitativo, que se desenvolve por meio de  entrevistas semiestruturadas com gestores que ocupam/ocupavam pontos estratégicos na universidade. Ficou evidente que qualquer menção às cotas para negros(as) sempre gerou polêmica. Ainda há discursos que impedem formas alternativas de se olhar para negritude, assim como a necessidade de  estratégias formais de permanência de alunos(as) negros(as) na UFRJ.

Biografia do Autor

Ricardo de Souza Janoario
Doutor em Serviço Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor
Substituto do Curso de Bilíngue de Pedagogia no Instituto Nacional de Educação de Surdos
(INES).
Publicado
2013-12-18