Entidades Religiosas e Política de Atendimento a Infância e Adolescência: Reflexões sobre os Desafios de Efetivação do estatuto da Criança e do Adolescente

  • Mirella Loterio Siqueira
Palavras-chave: entidades religiosas, política de atendimento para a infância e a adolescência, Estatuto da Criança e do Adolescente

Resumo

Este artigo aborda a participação das entidades religiosas na política pública destinada a crianças eadolescentes, no período posterior ao Estatuto da Criança e do Adolescente, a partir de uma experiênciaem Juiz de Fora. Objetiva compreender os desafios que se colocam na atualidade para efetivação doEstatuto num contexto de revalorização da atuação religiosa no espaço público e de permanência datradição conservadora do assistencialismo, do paternalismo e do clientelismo como mecanismos para oenfrentamento da questão social.
Publicado
2012-05-14