Análise da evasão em serviço de follow-up de recém-nascidos de alto risco

Autores

  • Jaqueline da Silva Frônio Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Luiz Antônio Tavares Neves Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Sabrine Teixeira Ferraz Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Renata Santiago Demarchi Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Ana Lúcia de Almeida Vargas Universidade Federal de Juiz de Fora

Palavras-chave:

Evasão do Paciente. Continuidade da Assistência ao Paciente. Prematuro. Recém-Nascido de Baixo Peso. Asfixia Neonatal.

Resumo

 

O presente estudo verificou os motivos para a evasão do serviço de Follow-up de Recém-Nascidos de Risco do HU – Centro de Atenção à Saúde (CAS) /UFJF, além de traçar o perfil das famílias e crianças evadidas. Foi realizado um levantamento nos prontuários do programa, identificando-se a evasão de 161 crianças. Seus prontuários foram analisados na busca de dados sobre condições de nascimento, intercorrências no período neonatal, idade na evasão e tempo de seguimento, e situação socioeconômica. Foi feito contato telefônico com as famílias para aplicação de questionário acerca dos motivos para a evasão, opinião e acesso ao serviço. As crianças acompanhadas apresentaram altos índices de intercorrências perinatais com risco potencial de alterações futuras no desenvolvimento neuropsicomotor. A idade média na evasão foi de 14,73 meses e o tempo de acompanhamento de 11,39 meses. Apenas 42 famílias puderam ser contatadas por problemas de dados desatualizados no prontuário. Destas, 47,62% relataram dificuldade de acesso e 11,90% insatisfação com o serviço. Os principais motivos para evasão foram acompanhamento em outro serviço, não remarcação de consulta após uma falta e o fato de a família não julgar necessário o acompanhamento. Neste tipo de serviço, deve-se dedicar maior atenção para o esclarecimento dos pais sobre a importância do acompanhamento de seus filhos e deve haver uma sistemática mais eficaz de busca ativa das crianças ausentes e de identificação de situações que dificultem o acesso da criança e seus familiares ao serviço.

Biografia do Autor

Jaqueline da Silva Frônio, Universidade Federal de Juiz de Fora

Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal de Juiz de Fora

Luiz Antônio Tavares Neves, Universidade Federal de Juiz de Fora

Departamento Materno Infantil, Universidade Federal de Juiz de Fora.

Sabrine Teixeira Ferraz, Universidade Federal de Juiz de Fora

Departamento Materno Infantil, Universidade Federal de Juiz de Fora.

Renata Santiago Demarchi, Universidade Federal de Juiz de Fora

Departamento de Fisioterapia, Universidade Federal de Juiz de Fora

Ana Lúcia de Almeida Vargas, Universidade Federal de Juiz de Fora

Serviço Social, Universidade Federal de Juiz de Fora

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2010-02-05

Como Citar

1.
Frônio J da S, Neves LAT, Ferraz ST, Demarchi RS, Vargas AL de A. Análise da evasão em serviço de follow-up de recém-nascidos de alto risco. hu rev [Internet]. 5º de fevereiro de 2010 [citado 24º de julho de 2021];35(3). Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/687

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)