A interação na Câmara Municipal de Piripiri:

as pistas de contextualização e o uso das estratégias de polidez nas sessões ordinárias

Autores

  • Maria Vitória Martins Souza Universidade Federal do Piauí (UFPI)

Palavras-chave:

Interação. Contextos institucionais. Câmara Municipal. Pistas de contextualização. Teoria da polidez.

Resumo

RESUMO: As interações em contextos institucionais constituem-se numa dinâmica própria envolvendo os sujeitos participantes por meio do emprego de construções linguísticas específicas, apropriadas àquilo que se passa no momento da interação. A partir dessa compreensão, este trabalho tem como objeto de estudo as interações linguísticas nas sessões ordinárias que se efetivam na Câmara Municipal de Piripiri – PI. O objetivo é investigar a dinâmica interacional verificada nas sessões ordinárias da Câmara Municipal de Piripiri enquanto contexto institucional, com ênfase nas estratégias de polidez. Para isso, como objetivos específicos: identificar as pistas de contextualização empregadas na interação e analisar as estratégias de polidez mobilizadas pelos participantes. O alicerce teórico do estudo são os postulados da Sociolinguística Interacional proposta por Gumperz (1982) e seguidores, buscando, ainda, apoio em Levinson (1989), Brown e Levinson (1987), Goffman (1980), em alguns conceitos, ainda, de Hymes (1964). A coleta de dados corresponde aos meses de maio e junho de 2022 no qual foram empregados instrumentos da pesquisa qualitativa com viés etnográfico a seguir, a observação, anotações de campo e gravações das sessões. Os resultados apontam para o emprego das estratégias de polidez de forma a construir narrativas que suavizam enquadres de confrontos para além de caracterizar esses cenários como contextos institucionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2024-02-10

Edição

Seção

Artigos