A concepção de enunciado na BNCC: possibilidades dialógicas

possibilidades dialógicas

Autores

Palavras-chave:

BNCC, Enunciado, Comunicação discursiva

Resumo

O presente artigo resulta de discussões desenvolvidas no Programa de Pós-Graduação em Linguagem e Ensino da Universidade Federal da Paraíba sobre a relação e a interação entre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e as concepções dialógicas da linguagem que, a nosso ver, apresentam um diálogo possível, mesmo que o texto da Base não explicite a corrente teórica adotada. Nesse sentido, partimos do seguinte questionamento: como podemos pensar as orientações contidas na BNCC à luz da noção de enunciado expressa pelo Círculo de Bakhtin? No intuito de vislumbrarmos possíveis respostas, temos por objetivo: analisar como a noção de enunciado é abordada na BNCC do EM ao propor o trabalho com Língua Portuguesa. Assim sendo, a investigação se dará em duas frentes: a primeira, refletir sobre como a própria BNCC pode ser compreendida como enunciado; e a segunda como o documento aborda esse conceito, no que concerne ao ensino de Língua Portuguesa. Como base teórica, apoiamo-nos nas contribuições da Teoria Dialógica da Linguagem de Bakhtin e do Círculo. No que diz respeito à metodologia, trata-se de uma pesquisa documental, exploratória. Diante disso, os resultados apontam que ao propormos relações entre a BNCC e a abordagem dialógica da linguagem e, ao refletirmos sobre conceitos como linguagem, interação, diálogo e a própria noção de enunciado, é possível entender a BNCC como enunciado concreto, unidade real do discurso, um ato dialógico, que é, por natureza, social e historicamente situado.

 

PALAVRAS-CHAVE: BNCC. Enunciado. Comunicação discursiva

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-03-17

Edição

Seção

Artigos