A aprendizagem colaborativa no contexto da EJA:

algumas reflexões à luz das teorias bakhtinianas

  • Lucielena Mendonça de Lima UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIAS
  • Maria Carolina Terra Heberlein
  • Carla Janaína Figueredo Universidade Federal de Goiás
Palavras-chave: Aprendizagem Colaborativa. Conceitos Bakhtinianos. Inglês Instrumental para Leitura. EJA.

Resumo

RESUMO: Este artigo apresenta resultados de uma pesquisa qualitativo- interpretativista, aplicada a um estudo de caso, realizado com oito alunos do Ensino Médio Técnico Integrado na modalidade EJA do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, de um campus do interior. Seu aporte teórico concentra-se em conceitos gerais da Aprendizagem Colaborativa, como a importância da interação social em contextos de sala de aula de línguas, e em conceitos basilares discutidos por Bakhtin e seu Círculo, tais como a enunciação e o sujeito dialógico. O corpus deste estudo foi extraído de uma atividade avaliativa de língua inglesa instrumental para leitura realizada em trios e de uma entrevista. Os dados apontam que os participantes não responderam de forma colaborativa à realização da tarefa proposta, no entanto, destacaram que os resultados dos trabalhos são mais eficazes quando realizados em grupo. Apesar das contradições encontradas entre os discursos e as ações dos participantes, o estudo nos mostra a importância de promover no contexto da EJA um processo ensino-aprendizagem de língua estrangeira que valorize práticas educacionais mais decentralizadas e pautadas na colaboração.

Biografia do Autor

Carla Janaína Figueredo, Universidade Federal de Goiás

Professora Associada da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás. Câmpus Goiânia. Atua no Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística.

Publicado
2020-12-31
Seção
Artigos