Avaliação da integralidade na Atenção Primária à Saúde pelo usuário idoso: estudo transversal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1809-8363.2021.v24.33312

Palavras-chave:

Atenção Primária à Saúde, Pesquisa sobre Serviços de Saúde, Integralidade em Saúde, Estudos Transversais, Idoso

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar a integralidade do cuidado segundo a percepção do idoso usuário da Atenção Primária à Saúde e sua associação com o uso dos serviços de saúde. Foi desenvolvido estudo transversal no município de Alfenas – Minas Gerais. A integralidade foi avaliada pelo questionário PCATool. As análises bruta e ajustada foram realizadas por regressão de Poisson. A amostra contemplou 166 idosos. A análise das medianas do número de respostas evidenciou elevado número de avaliações positivas; 57% da amostra relatou receber orientações sobre mudanças que ocorrem com o envelhecimento, mas apenas 13% relatou receber “orientações sobre incapacidade”. As medianas também apresentaram comportamento semelhante em todos os serviços. Conclui-se que idosos que usam mais os serviços não o percebem como mais integral, embora tenha sido evidenciada uma percepção positiva da oferta de ações pelos serviços avaliados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Carvalho Leite Gama Rocha, Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL)

Possui graduação em Fisioterapia (2013), residência em Saúde da Família (2015) e mestrado em Ciências da Reabilitação pela Universidade Federal de Alfenas (2018). Especialização em UTI ADULTO pelo Universidade Redentor (INTERFISIO) ( 2015).  Atualmente fisioterapeuta intensivista no Hospital Bom Pastor (Varginha-MG).

Daniele Sirineu Pereira, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduada em Fisioterapia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004), mestra (2008) e doutora (2012) em Ciências da Reabilitação pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutora pela mesma instituição. Professora Adjunta da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e membro do Programa de Pós-graduação em Ciências da Reabilitação / UNIFAL-MG, do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação da UFMG e do Programa de Pós-Graduação Biociências Aplicadas à Saúde / UNIFAL-MG. 

Geraldo Eduardo Guedes de Brito

Professor Adjunto IV do Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e coordenador do curso de graduação em Fisioterapia desta IES. Graduado em Fisioterapia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2003), mestre em Saúde da Família pela UNESA (2007) e doutor em Saúde Pública pelo Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães - FIOCRUZ/PE . Docente permanente do Mestrado em Fisioterapia e do em Saúde Coletiva da UFPB e do Mestrado Profissional em Saúde da Família (RENASF). 

Maria Jaqueline Pereira, Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL)

Fisioterapeuta formada pela Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL). Bolsista do programa PET- Saúde/ GRADUASUS pelo período de maio de 2016 a maio de 2018. 

Silvia Lanziotti Azevedo da Silva, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Fisioterapeuta Graduada pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), mestra e doutora em Ciência da Reabilitação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) dentro da linha de pesquisa Saúde e Reabilitação do Idoso. Especialista em Gerontologia (FES-JF) e Gestão em Redes de Atenção à Saúde (EAD/ENSP/Fiocruz). Pós-doutora pelo Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva no Núcleo de Estudos em Saúde Pública e Envelhecimento do Instituto de Pesquisas René Rachou/Fiocruz MG (NESPE/Fiocruz-MG). Professora Adjunta do Departamento de Saúde Coletiva/Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Docente permanente do Programa de Pós-graduação em Ciências da Reabilitação da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG).

Downloads

Publicado

2021-11-05

Edição

Seção

Artigos Originais